Brasil Partidarização das Forças ameaça democracia, diz presidente da OAB

Partidarização das Forças ameaça democracia, diz presidente da OAB

Felipe Santa Cruz criticou decisão do Exército de não punir o general Eduardo Pazuello, por participação em ato com Bolsonaro

  • Brasil | Do R7

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz

Reprodução

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, afirmou que a hierarquia e a disciplina são a base institucional das Forças Armadas, ao criticar a decisão do Exército de não punir o general Eduardo Pazuello, por participação em ato ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

"A lei estabelece claramente que a hierarquia e a disciplina são a base institucional das Forças Armadas. Não é raro ouvir declarações públicas dos comandantes militares de que “quando a política entra pela porta da frente num quartel, a hierarquia e a disciplina saem pela porta dos fundos”. Pois a decisão de hoje escancarou as portas, ao não punir um general da ativa que participou de um evento político, em clara afronta à disciplina e ao que determina a lei", afirmou Santa Cruz em nota.

Para ele, a partidarização das Forças Armadas ameaça a democracia e abre espaço para a anarquia nos quarteis. Ele defente que as instituições devem dar respostas firmes para impedir retrocessos e quebra da ordem institucional.

Nesta quinta-feira (3), o Comando do Exército anunciou que o ex-ministro da Saúde não cometeu transgressão disciplinar por ter participado de ato político no Rio de Janeiro. Com isso, foi arquivado o procedimento administrativo que havia sido instaurado para verificar a conduta do general.

Últimas