Pastora Jane Silva é exonerada da Secretaria Especial da Cultura

Decisão de demitir Jane pouco após ela virar "número 2" na Secretaria de Cultura foi atribuída ao ministro Marcelo Álvaro, e não a Regina Duarte

A pastora Jane Silva e a secretária da Cultura, Regina Duarte

A pastora Jane Silva e a secretária da Cultura, Regina Duarte

Reprodução

O Ministério do Turismo anunciou nesta sexta-feira (7) a demissão da pastora Janícia Silva, conhecida como Jane Silva. A decisão acontece poucos dias após ela ser chamada para virar o braço direito da atriz Regina Duarte na Secretaria Especial da Cultura, que é subordinada ao ministério.

A demissão foi atribuída ao ministro Marcelo Álvaro Antônio. O ministério negou que a decisão tenha sido um pedido de Regina Duarte, que já aceitou assumir a Secretaria da Cultura.

Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", as duas teriam se desentendido porque Jane estaria passando por cima das decisões de Regina.

Jane Silva preside a Associação Cristã de Homens e Mulheres de Negócios e a Comunidade Brasil-Israel. No governo, Janícia ainda ocupava oficialmente o mesmo cargo que tinha antes da chegada de Regina, o de secretária de Diversidade Cultural. Enquanto a atriz refletia se assumiria o cargo, porém, Jane assumiu temporariamente a pasta como secretária adjunta. 

“Por decisão do Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a Secretária de Diversidade Cultural da Secretaria Especial de Cultura, Janicia Silva, será exonerada nesta data. Ainda não há nenhuma definição sobre quem irá ocupar o cargo”, diz o comunicado divulgado pelo ministério.

Leia mais: 'Fui e continuo conservadora': o que pensa Regina Duarte, que aceitou convite de Bolsonaro e assumirá Cultura