PF atua contra venda de sentenças em Tribunal de Justiça da BA

Quatro desembargadores e dois juízes investigados foram afastados por determinação judicial

Autoridades cumprem 44 mandados

Autoridades cumprem 44 mandados

ELLAN LUSTOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

A PF (Polícia Federal) deflagrou na manhã desta terça-feira (19) a Operação Faroeste para desarticular um suposto esquema de venda de decisões no TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia). Quatro desembargadores e dois juízes investigados foram afastados por determinação judicial.

A "Faroeste" cumpre quatro mandados de prisão temporária e 40 mandados de busca e apreensão em gabinetes, fóruns, escritórios de advocacia, empresas e nas residências dos investigados. As ações são realizadas nas cidades de Salvador, Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, na Bahia, e em Brasília.

Mais de 200 Policiais Federais, acompanhados por Procuradores da República, participam da operação que apura crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico influência.

Os mandados foram expedidos pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) e, segundo a PF, têm o objetivo de colher provas complementares dos crimes praticados.

Defesa

A reportagem busca contato com o Tribunal de Justiça da Bahia. O espaço está aberto para manifestações de defesa.