Brasil PF desarticula organização que frauda registros sindicais

PF desarticula organização que frauda registros sindicais

Agentes da PF cumprem 64 mandados de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e 15 de prisão temporária

Operação Registro Espúrio

Pf deflagrou operação na manhã desta quarta

Pf deflagrou operação na manhã desta quarta

Alex de Jesus / O Tempo / Estadão Conteúdo / 23.9.2016

A PF (Polícia Federal) iniciou nesta quarta-feira (30) ação com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que concede registros sindicais fraudulentos junto ao Ministério do Trabalho. 

As investigações apontam o envolvimento de servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais e parlamentares. O esquema acontecia dentro da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho. 

Batizada de operação Registro Espúrio, a ação envolve 320 policiais federais. Estão sendo cumpridos 64 mandados de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e 15 de prisão temporária nos Estados de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e Distrito Federal. 

Os mandados foram expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e investigados podem responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro.