Brasil PF destrói mais de 538 mil pés de maconha no sertão de Pernambuco

PF destrói mais de 538 mil pés de maconha no sertão de Pernambuco

Operação Muçambê III tinha objetivo de reprimir o cultivo de maconha em cidades do sertão pernambucano e durou três semanas

Ação incinerou cerca de 180 toneladas da droga

Ação incinerou cerca de 180 toneladas da droga

Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, entre os dias 22 de junho e 12 de julho, a Operação Muçambê III, que tinha o objetivo de reprimir o cultivo ilícito de maconha no sertão de Pernambuco.

Leia mais: Polícia Federal incinera quase 23 toneladas de drogas em todo o país

A operação incinerou mais de 538 mil pés de maconha, que equivalem, após o processamento, a cerca de 180 toneladas da droga.

A ação se concentrou nas zonas rurais dos municípios de Salgueiro, Parnamirim, Dormentes, Cabrobó, Belém do São Francisco, Orocó, Carnaubeira da Penha, Floresta e Betânia.

A PF (Polícia Federal) realizou a operação em conjunto com Polícia Rodoviária Federal, além de contar com o apoio da Secretária de Defesa Social do Estado de Pernambuco, bombeiros militares, policiais militares e civis do estado.

A operação foi dividida em duas etapas. Na primeira delas, entre os dias 22 de junho a 01 de julho, foram realizadas trabalhos de inteligência e levantamentos dos pontos geográficos onde estavam as roças de maconha. A partir do dia 2 de julho, foram iniciados os trabalhos de logística e atividades operacionais.

No total, entre policiais federais, policiais rodoviários federais, agentes administrativos, bombeiros militares, paramédicos, policiais civis e militares de Pernambuco, e trabalhadores contratados para a destruição das roças foram empregados mais de 180 profissionais.

Últimas