Brasil Presidente da Previ, José Maurício Coelho renuncia ao cargo

Presidente da Previ, José Maurício Coelho renuncia ao cargo

Motivo da renúncia não foi divulgado. Indicação do novo executivo cabe ao presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro

Agência Estado
Saída de José Mauricio Pereira Coelho do fundo de previdência do BB terá efeito a partir de 14 de junho

Saída de José Mauricio Pereira Coelho do fundo de previdência do BB terá efeito a partir de 14 de junho

Divulgação / Previ

A Previ, fundo de previdência do Banco do Brasil, informou a renúncia de seu presidente, José Mauricio Pereira Coelho, com efeito a partir de 14 de junho. A informação consta no site da entidade, que não explica o motivo de sua renúncia.

Não há um nome do substituto ao cargo ainda, de acordo com a Previ. A indicação cabe ao presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro.

O movimento acontece três dias após a Previ reduzir sua participação de 9% para 6% na BRF em leilão na B3, em que o comprador foi a Marfrig. A Previ informou no sábado (22) que levantou R$ 651 milhões com a venda.

"Nos quase três anos à frente Entidade, José Maurício conduziu a Previ com segurança por cenários desafiadores, com resultados positivos durante toda a sua gestão", diz a entidade ao comunicar sua renúncia.

Déficit revertido

A Previ lembra que no final de 2018, seis meses após a sua chegada, o déficit do ano anterior do fundo foi revertido.

"Os anos seguintes foram de superávits para o principal plano da Previ, o Plano 1, que atualmente tem mais de R$ 230 bilhões em ativos. Em 2020, mesmo diante da maior crise dos últimos 100 anos, o resultado acumulado do plano foi positivo em R$ 13,9 bilhões. A prévia até o mês de abril de 2021 mostra um aumento relevante desse superávit, que ultrapassa os R$ 20 bilhões. É o maior superávit acumulado da Previ desde 2013", diz a entidade.

Últimas