Brasil Presidente do TSE vai convidar OEA para acompanhar as Eleições 2020

Presidente do TSE vai convidar OEA para acompanhar as Eleições 2020

Organização dos Estados Americanos deve enviar uma missão reduzida para acompanhar o pleito municipal em virtude da pandemia da covid-19

  • Brasil | Da Agência Brasil

Em 2018, OEA elogiou segurança das urnas eletrônicas

Em 2018, OEA elogiou segurança das urnas eletrônicas

Roberto Jayme/Ascom/TSE - 6.8.2017

A OEA (Organização dos Estados Americanos) será convidada a enviar uma missão ao Brasil para acompanhar as eleições municipais deste ano. O convite será feito pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso. A decisão de convidar a OEA foi comunicada nesta segunda-feira (10) ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

É de Araújo, na qualidade de chanceler, a responsabilidade de adotar as providências necessárias para formalizar o convite à entidade, com sede em Washington (EUA).

Nas eleições majoritárias de 2018, a OEA também enviou uma missão ao Brasil. Desembarcaram no país 30 especialistas de 17 nacionalidades. Em virtude da pandemia da covid-19 a missão deverá ser reduzida este ano.

Leia mais: Fim das coligações proporcionais deve extinguir partidos nanicos

Em 2018, os representantes da entidade elogiaram a segurança das urnas eletrônicas brasileiras. Por outro lado, criticaram os atos de violência nas eleições, além da disseminação de notícias falsas, impulsionadas por redes sociais, durante a campanha.

“A missão lamenta o uso irresponsável que vários setores políticos fizeram dessas ferramentas, que, quando empregada de forma positiva, podem contribuir ao intercâmbio de informação entre candidatos e eleitores e ajudar a autoridade eleitoral a aproximar a cidadania do processo eleitoral”, afirmaram os integrantes da missão, à época.

A pandemia também fez com que o Congresso Nacional adiasse em seis semanas o início das eleições municipais. Dessa forma, o primeiro turno das eleições municipais será adiado de 4 de outubro para o dia 15 de novembro. A data do segundo turno passa para o dia 29 de novembro. Antes de tomada a decisão, os parlamentares ouviram vários especialistas. O próprio presidente do TSE também foi consultado e apoiou a medida.

Últimas