Brasil PTB afirma que 'prisão de Jefferson é tentativa de censura'

PTB afirma que 'prisão de Jefferson é tentativa de censura'

Partido chama decisão de "absurda" e diz que aguarda desdobramentos para decidir sobre medidas judiciais

  • Brasil | Do R7, com informações da Agência Estado

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson

Valter Campanato/Agência Brasil - 07.06.2017

O Diretório Nacional do PTB emitiu uma nota, no final da manhã desta sexta-feira (13), demonstrando "incredulidade'' com a prisão do presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson. De acordo com a nota, a prisão demonstra uma “tentativa de censurar o presidente da legenda, impedindo-o de exercer seu direito à liberdade de opinião e expressão por meio das redes sociais”.

O PTB alega que foi “surpreendido” no que classificou como “medida arbitrária orquestrada” do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes. “Este é mais um triste capítulo da perseguição aos conservadores”, repudiou. “Nosso partido espera que a justiça veja o quão absurdo é este encarceramento”.

Ao final da nota, o partido afirma que aguarda os desdobramentos do caso para decidir quais medidas judiciais serão adotadas.

O ex-deputado foi preso no âmbito da investigação sobre suposta organização criminosa, "de forte atuação digital, com a nítida finalidade de atentar contra a Democracia e o Estado de Direito", segundo a decisão. A investigação diz respeito ao inquérito das milícias digitais, aberto em julho.

O mandado é de prisão preventiva, no qual não há prazo estipulado para acabar, e a autorização partiu de Moraes.

Últimas