Quase 100% das casas do País têm fogão e geladeira

Televisão também está em quase todos os domicílios brasileiros, de acordo com o IBGE

No Sul, Centro-Oeste e Sudeste, mais de 99% têm geladeira em casa

No Sul, Centro-Oeste e Sudeste, mais de 99% têm geladeira em casa

Fabio Rodrigues Pozzebom/01.12.2011/ABr

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada nesta sexta-feira (27) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), revela que quase 100% dos domicílios brasileiros possuem fogão e geladeira. Em 98,7% dos domicílios particulares permanentes investigados em 2012 havia fogão. No caso das geladeiras, o número cai um pouco, mas ainda é significativo: 96,7%.

Nas Regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, os percentuais dos que tinham refrigeradores superaram os 99%, de acordo com os dados da pesquisa, feita em 2012. Nas Regiões Norte e Nordeste, essas proporções foram, respectivamente, de 97,3% e 97,5%.

A pesquisa do IBGE confirmou ainda o avanço na conquista de alguns bens duráveis de 2011 para 2012, tais como: geladeira (de 95,8% para 96,7%); máquina de lavar roupa (de 51,0% para 55,1%) e televisão (de 96,9% para 97,2%).

Leia mais notícias no R7

A partir de 2008, a pesquisa passou a investigar a existência de aparelho de DVD nos domicílios e, em 2012, ele estava presente em 76% dos domicílios pesquisados, um aumento de 0,5 ponto percentual em relação a 2011. O número de domicílios particulares permanentes no País, em 2012, foi estimado em 62,8 milhões, o que representou um acréscimo de 2,5% na comparação com o ano anterior.

Segundo a condição de ocupação das residências investigadas no País, 74,8% eram próprios, mesmo percentual verificado em 2011, embora com um número de unidades maior nesse período (1,2 milhão).

Aproximadamente, 70% eram quitados (43,9 milhões) e quase 5% em fase de aquisição (3,1 milhões). Os domicílios alugados representavam 17,7% do total (11,1 milhões) e os cedidos eram 7,1% (4,5 milhões).

Carro ou moto

Em 2012, o percentual de domicílios em que ao menos um morador possuía carro ou motocicleta para uso pessoal foi de 42,4% (26,7 milhões de unidades) e 20,0% (12,6 milhões de unidades), respectivamente.

Em 2011, esses percentuais foram 40,9% e 19,1%, nesta ordem. Regionalmente, observou-se que nas Regiões Norte e Nordeste, as proporções de domicílios que possuíam motocicleta eram maiores que as dos domicílios que possuíam carro.

Amostragem

O trabalho de campo foi realizado entre os dias 23 e 29 de setembro de 2012, e foram pesquisadas 362.451 pessoas e 147.203 residências distribuídas por todos os Estados.

A população residente considerada foi composta pelos moradores presentes e ausentes, ou seja, pelas pessoas que tinham a unidade domiciliar como local de residência habitual e, na data da entrevista, estavam presentes ou ausentes, temporariamente, por período não superior a 12 meses em relação àquela data.

Excluíram-se da pesquisa as pessoas residentes em embaixadas, consulados e legações e, também, as pessoas institucionalizadas residentes em domicílios coletivos de estabelecimentos institucionais, tais como: os militares em caserna ou dependências de instalações militares; os presos em penitenciárias; os internos em escolas, orfanatos, asilos, hospitais, etc.; e os religiosos em conventos, mosteiros, etc.