Raptado na maternidade nos anos 1980, Pedrinho é advogado de Aécio Neves

Profissional é um dos funcionários do escritório de José Eduardo Alckimin, em Brasília

Raptado na maternidade nos anos 1980, Pedrinho é advogado de Aécio Neves

Pedrinho reencontrou pais biológicos aos 16 anos

Pedrinho reencontrou pais biológicos aos 16 anos

Diomício Gomes/11.11.2002/Estadão Conteúdo

Pedro Júnior Rosalino Braule Pinto é um dos advogados do senador Aécio Neves. Pedrinho foi alvo das notícias em 1986, quando foi raptado na maternidade em Brasília. A informação é da coluna Poder em Jogo, do jornal O Globo

Ele foi raptado no dia em que nasceu. Vilma Martins Costa se identificou como assistente social no hospital e levou a criança embora. Pedro viveu 16 anos com a outra família em Goiânia, rebatizado de Osvaldo Martins Borges.  O advogado reencontrou os pais biológicos, Jayro Tapajós e Maria Auxiliadora Braule Pinto, em novembro de 2002. 

Leia mais notícias sobre Brasil e Política

Em 2003, Vilma foi presa e condenada a uma pena de 19 anos. Pedrinho entrou com um processo na Justiça para que seu nome fosse alterado em seus documentos para Pedro Júnior Rosalino Braule Pinto, solicitação atendida em 2004. 

A história de Pedrinho inspirou a criação de livro e filme, chamado "O caso Pedrinho". Hoje, Pedro é funcionário do escritório de José Eduardo Alckimin, em Brasília.