Renan Calheiros retira candidatura à presidência do Senado

Anuncio foi feita durante a segunda votação para escolha do presidente da Casa

Renan retirou candidatura à presidência do Senado

Renan retirou candidatura à presidência do Senado

Geraldo Magela/Agência Senado 02.02.2019

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), retirou a candidatura à presidência do Senado.  A decisão foi anunciada durante a segunda votação. A primeira foi anulada porque os escrutinadores encontraram 82 cédulas na urna de votação, e são 81 senadores.

Os parlamentares começaram a declarar o voto, o que irritou Renan Calheiros, que defende o cumprimento do regimento que determina votação secreta.

Renan tomou a palavra e disse que a Casa está vivendo um constrangimento. "Ontem, a maioria teve de judicializar a decisão do Senado. É a primeira vez que isso acontece numa casa legislativa. Agora, estamos repetindo uma votação que foi anulada, porque um senador colocou uma cédula dentro de outra cédula", afirmou.Em seguida, retirou a candidatura.

A votação prosseguiu depois da renúncia de Renan.