Brasil Temer regula supermercados e diz 'trazer o Brasil para o século 21'

Temer regula supermercados e diz 'trazer o Brasil para o século 21'

Presidente assinou decreto que libera abertura aos domingos

Temer regula supermercados e diz 'trazer o Brasil para o século 21'

Michel Temer destacou a importância da "modernização trabalhista"

Michel Temer destacou a importância da "modernização trabalhista"

Walterson Rosa/16.08.2017/Framephoto/Estadão Conteúdo

O presidente Michel Temer (PMDB) assinou nesta quarta-feira (16) um decreto que reconhece os supermercados como atividade essencial e, assim, permite a abertura desse tipo de comércio aos domingos. Durante a cerimônia, o peemedebista afirmou que seu governo conseguiu aprovar reformas importantes e colabora para modernizar o País.

— Estamos trazendo o Brasil para o século 21 em 15 meses de governo. Não temos quatro anos de governo, não temos 8 anos de governo, temos 15 meses. [Isso] revela a modernidade que o momento e o instante exigem.

Em seguida, o presidente exaltou a importância da reforma trabalhista, aprovada recentemente no Congresso Nacional.

— A modernização trabalhista, convenhamos, algo como foi anunciado é desejado, tentado há mais de 25 anos. Sem nenhum sucesso. Nós já fizemos com a concordância de empresários e empregados. É um avanço extraordinário.

Temer também pediu apoio para a aprovação da reforma da previdência, segundo quem "não é para nosso governo, mas para o futuro".

— Um futuro muito próximo. [...] Já temos dificuldades [de fechar as contas] neste ano. [...] Isso tudo embaraça a economia brasileira. Então, não é para daqui 8 ou 10 anos, é para amanhã. Peço que nos auxiliem nessa tarefa, onde puderem enfatizar a importância da reforma previdenciária no nosso País.

Com a possível aprovação da reforma da previdência, o presidente disse que "este poderá ter sido um governo reformista, que levou adiante o que se almejava no País e não se conseguiu fazer".

Supermercados

Para Temer, o comércio varejista é um termômetro da economia brasileira, porque é "um elo de uma longa cadeia de produção". Em seguida, o presidente ressaltou o resultado do comércio varejista, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) ontem, que registrou o terceiro mês consecutivo de alta.

— Isso significa que as famílias voltaram a consumir. 

Sobre a criação de empregos, Temer disse ser possível e destacou que "já são quatro meses seguido de criação líquida de postos de trabalho".

— É resultado do nosso trabalho sério e incansável para colocar o Brasil no seu rumo.