Brasília Aeroporto de Brasília é único com voos para todas as capitais do Brasil

Aeroporto de Brasília é único com voos para todas as capitais do Brasil

Atualmente, terminal aéreo brasiliense tem ligação direta com 38 cidades brasileiras e duas estrangeiras

Aeroporto Internacional de Brasília Presidente Juscelino Kubitschek

Aeroporto Internacional de Brasília Presidente Juscelino Kubitschek

Divulgação/Inframerica

O Aeroporto Internacional de Brasília vem se consolidando como o maior centro de conexão de voos do País. A localização geográfica é uma das vantagens, e a infraestrutura consegue atender à crescente demanda, mesmo em tempos de pandemia de Covid-19.

Atualmente, o aeroporto da capital federal atende a 38 cidades brasileiras e a dois destinos no exterior. É o único aeroporto com ligação para todas as capitais do Brasil. Operam nos terminais cinco companhias aéreas, com um total de 223 voos diários. Duas delas utilizam o aeroporto brasiliense como principal ponto de conexão (hub) aéreo.

O chefe de Negócios da Inframerica, Roberto Luiz, explica que o formato do Aeroporto de Brasília cria uma rede de ligação importante do Norte e Nordeste com o Sul e Sudeste, dando mais capilaridade para empresas aéreas e passageiros. “O nosso País é imenso e sermos um ponto de conexão entre os extremos do Brasil é um trabalho que nos empenhamos para dar mais oportunidade de voos e criar novas redes de logísticas. Quando falamos de conexão, não falamos só de pessoas, cargas também são transportadas para estes locais. Ser este centro de conexão aérea é complexo, mas somos reconhecidos pela excelência no processamento destes voos, bom relacionamento com as empresas aéreas que atuam no nosso terminal, e um trabalho incansável com a pontualidade”, afirma.

Pontualidade é desafio

Um dos desafios do Aeroporto de Brasília é justamente com a pontualidade e em manter a regularidade e oportunidades de voos para os passageiros. Um levantamento feito pela Cirium, empresa especializada em dados do setor da aviação, classificou o terminal brasiliense como 3º mais pontual do mundo no mês de julho de 2021 na categoria grandes aeroportos, com 95,41% de pontualidade. Em 2019, antes da pandemia, o terminal já havia sido eleito pela OAG, consultoria especializada em aviação, como o 4º aeroporto mais pontual do mundo da categoria e o mais pontual do Brasil.

“Temos reuniões diárias com todas as equipes envolvidas nesta complexa logística aérea. O objetivo é ajudar a companhia a fazer o voo sair no horário e fazemos de tudo para que isso ocorra de forma segura. Um minuto de atraso em um centro de conexão como o nosso, pode gerar um efeito domino e atrasar diversos outros voos. Ser este hub e trazer tantas oportunidades para Brasília é desafiador e intenso”, detalha Roberto Luiz.

2º maior terminal do País

Atualmente o Aeroporto de Brasília é o 2º terminal aéreo mais movimentado do Brasil, atrás apenas do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Por conta da pandemia, apenas dois dos dez voos internacionais operados direto de Brasília retomaram as rotas. Duas companhias estão operando voos para Lisboa e Cidade do Panamá, respectivamente. Uma companhia portuguesa está com dois voos semanais, pousando todas as quintas e domingos às 15h30, e decolando no mesmo dia às 17h20. Já o voo da companhia panamenha está operando todas as quintas, sextas e sábados, chegando na capital federal no fim da noite às 23h40 e partindo logo em seguida às 02h05.

Confira a lista de cidades brasileiras atendidas atualmente pelo Aeroporto de Brasília:

Sul:

Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis.

Sudeste:

São Paulo (Congonhas), Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Belo Horizonte, Vitória, São José do Rio Preto, Uberlândia e Ribeirão Preto.

Nordeste:

Fortaleza, Salvador, Recife, São Luís, Imperatriz, Teresina, Barreiras, João Pessoa, Maceió, Aracajú e Natal.

Centro-Oeste:

Cuiabá, Goiânia e Campo Grande.

Norte:

Manaus, Santarém, Belém, Rio Branco, Macapá, Marabá, Porto Velho, Boa Vista, Palmas, Araguaína, Carajás e Cruzeiro do Sul.

* Com informações da Inframerica

Últimas