Brasília Agência do trabalhador oferece 220 vagas de emprego no DF

Agência do trabalhador oferece 220 vagas de emprego no DF

Há oportunidades em diversas áreas e para pessoas com diferentes níveis de escolaridade; salários variam entre R$ 1,2 mil e R$ 3 mil

  • Brasília | Do R7*, em Brasília

Secretaria do Trabalho oferece 220 vagas de trabalho no Distrito Federal nesta semana

Secretaria do Trabalho oferece 220 vagas de trabalho no Distrito Federal nesta semana

Adenir Britto/PMSJC

As agências do trabalhador do Distrito Federal oferecem 220 vagas de emprego nesta segunda-feira (18). Há oportunidades para profissionais de diversas áreas: recepcionistas, atendentes, cuidadores de idosos, marceneiros, entre outros. Os salários variam entre R$ 1,2 mil e R$ 3 mil. Veja aqui a lista completa. 

A área de gastronomia oferece dez vagas. São oito oportunidades para cozinheiro geral, todas para Águas Claras, e duas para confeiteiro, uma em Vicente Pires e outra no Guará. Já as vagas disponíveis para trabalhadores com ensino superior são de terapeuta ocupacional e diretor comercial. Os salários são de R$ 2 mil e R$ 3 mil, respectivamente.

Os interessados podem cadastrar o currículo no aplicativo Sine Fácil ou ir a uma das 14 agências do trabalhador, das 8h às 17h. A secretaria recomenda que as pessoas se cadastrem mesmo que nenhuma das vagas do dia seja atraente ao candidato. Isso porque o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos candidatos com o perfil que as empresas procuram.

Desemprego atinge 11,1% no primeiro trimestre

Segundo o Instituto Brasilieiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego no Brasil fechou o primeiro trimestre de 2022 em 11,1%. Isso representa 11,9 milhões de pessoas desempregadas no país. 

No período compreendido entre os meses de janeiro e março, o número de profissionais ocupados no Brasil foi estimado em 95,3 milhões, uma redução de 472 mil pessoas (0,5%) na comparação com o último trimestre do ano passado. A taxa de informalidade chegou a 40,1%. São 38,2 milhões trabalhadores informais. 

*Com informações da Agência Brasília

Últimas