Brasília Após explosivo encontrado, mochila deixada no aeroporto mobiliza segurança pública em Brasília

Após explosivo encontrado, mochila deixada no aeroporto mobiliza segurança pública em Brasília

Equipes de segurança foram acionadas no início da tarde para verificar uma mochila deixada no terminal

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Movimento de passageiros no Aeroporto de Brasília

Movimento de passageiros no Aeroporto de Brasília

Inframerica - Divulgação

Depois de uma operação na manhã deste sábado (24) para apurar uma ameaça de bomba em área próxima ao Aeroporto Internacional de Brasília, uma mochila esquecida no saguão do terminal causou um novo susto entre funcionários e frequentadores do local.

A mochila foi deixada próxima ao guichê da Latam e as forças de segurança realizaram uma ação para verificar o objeto. Mas, de acordo com a PMDF, o esquadrão examinou a mochila usando o raio X e verificou que se tratava de garrafas de água.

Ao R7, a Inframérica, concessionária responsável pela administração do terminal, disse que tem um plano de contingência que foi acionado prontamente e acionou a polícia.  "A concessionária mantém cooperação estreita com as autoridades de segurança pública locais e federais", afirmou a empresa. 

O fato, que seria corriqueiro, causou temor porque, na manhã deste sábado, equipes da Polícia Militar do Distrito Federal e da Polícia Federal foram mobilizadas para apurar uma ameaça de bomba na via próxima às concessionárias de veículos na região aeroportuária. No local, os policiais confirmaram se tratar de um explosivo.

Artefato próximo ao aeroporto de Brasília

Artefato próximo ao aeroporto de Brasília

Reprodução/ material cedido

Em nota, a Inframerica informou que o explosivo foi identificado por uma equipe de vigilância. A área próxima e a via principal que liga o aeroporto à cidade foram isoladas temporariamente e liberadas após a retirada do artefato.

Nas redes sociais, o futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, afirmou que está acompanhando as apurações sobre o explosivo.

Em outra publicação, Dino afirmou que há no material encontrado de manhã “emulsão de pedreira”. O material é usado por mineradoras para causar explosões durante escavações.

Últimas