Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Avião da FAB com 20 toneladas de rações para animais decola de Brasília para o Rio Grande do Sul

Secretária de Segurança do estado gaúcho informou que mais de 12 mil animais foram resgatados

Brasília|Giovana Cardoso, do R7, em Brasília


Doações serão destinadas a animais afetados pelas enchentes FAB/ Divulgação

Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) decolou na manhã deste sábado (18) de Brasília com 20 toneladas de rações doadas para animais afetados pelos alagamentos no Rio Grande do Sul. Há 20 dias o estado gaúcho enfrenta chuvas e enchentes em mais de 440 municípios. Segundo informações divulgadas pela Defesa Civil na manhã deste sábado (18), 155 mortes foram confirmadas, 94 pessoas estão desaparecidas, 540.188 desalojadas e supera 2 milhões o número da população afetada.

Além das rações, foram doados itens essenciais para pets, como caixas de transporte, camas e bebedouros. A aeronave KC-390 Millennium tem como destino a Base Aérea de Canoas (BACO).

A secretária de Segurança do estado informou que mais de 12 mil animais foram resgatados, entre eles cachorros, gatos, aves e cavalos. O governo estadual informou que os animais socorridos passam por uma triagem veterinária e caso estiverem em bom estado de saúde são devolvidos aos tutores. Quando estes não são identificados, os animais são enviados para abrigos públicos, organizações não governamentais (ONGs) ou para clínicas veterinárias.

Veja mais

Um dos locais improvisados para receber animais separados dos tutores fica na cidade de São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre. Desde a segunda-feira (13), parte dos animais resgatados no município está sendo levada para um galpão onde antes funcionava um hipermercado.

Publicidade

Na quinta-feira (16), um avião da FAB transportou 30 toneladas de cobertores e roupas de frio para as vítimas das enchentes. Segundo a Aeronáutica, o material doado contava com mais de 6 mil cobertores e 250 caixas com agasalhos para adultos e crianças.

Rio Grande do Sul

A catástrofe também afetou o abastecimento de veículos e serviço de comunicação, energia e água. Segundo a Defesa Civil e o Ministério de Minas e Energia, 207 mil casas estão sem eletricidade, 117.586 pessoas seguem sem o abastecimento de água e 3 municípios estão prejudicados pela falta de serviços de telefonia.

Publicidade

Em relação à infraestrutura, o governo gaúcho informou que são 87 trechos em 47 rodovias com bloqueios totais e parciais, entre estradas e pontes. A Secretaria de Logística e Transportes do RS disponibilizou rotas alternativas para determinadas cidades, e o mapa pode ser acessado pelo site do governo local.

Nesta sexta-feira (17), o governo federal anunciou que vai liberar uma parcela extra, no total de R$ 192 milhões, do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) aos municípios do Rio Grande do Sul em calamidade pública. O benefício será transferido até o fim da próxima semana. A iniciativa estará em uma medida provisória do Executivo, sob responsabilidade do Ministério da Fazenda.


Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.