Brasília Com alta de 2,1%, PIB do DF cresce o dobro da média nacional

Com alta de 2,1%, PIB do DF cresce o dobro da média nacional

Capital acumulou R$ 273,6 bilhões em 2019, ante R$ 254,8 bilhões em 2018; dados foram divulgados nesta sexta pela Codeplan

  • Brasília | Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Gráfico com PIB do DF e PIB nacional
Gráfico com PIB do DF e PIB nacional Codeplan/Reprodução

O Produto Interno Bruto (PIB) do Distrito Federal cresceu 2,1% em 2019, em comparação ao ano anterior. O número representa o dobro do crescimento do PIB nacional, que foi de 1,2% no mesmo período. Os dados são os mais recentes disponíveis e foram divulgados na manhã desta sexta-feira (12) pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No total, a capital acumulou R$ 273,614 bilhões em 2019, mantendo o DF como a oitava unidade da Federação entre as economias, com 3,7% de todas as riquezas produzidas no país. Em 2018, esse número foi de R$ 254,817 bilhões.

O DF tem também o maior PIB per capita do Brasil, de R$ 90,74 mil. O crescimento entre 2002 e 2019 foi de 0,7%. O valor em reais é 158% maior do que o do PIB nacional per capita, que foi de R$ 35,16 mil no período (alta de 0,4% entre 2002 e 2019).

Maiores altas entre os estados

O estado com o maior crescimento no PIB no país em 2019 foi o Tocantins, com alta de 5,2%, principalmente pela produção florestal, pela pesca e pela aquicultura. Em Mato Grosso, o crescimento foi de 4,1%, graças à agricultura.

Em terceiro aparecem Roraima e Santa Catarina, com 3,8%. No estado do Norte, os setores responsáveis pelo desempenho foram a administração pública e o comércio. No do Sul, comércio e atividades profissionais, científicas e técnicas elevaram a economia, segundo o IBGE.

DF é oitavo no ranking de participação no PIB nacional

DF é oitavo no ranking de participação no PIB nacional

Marcello Casal JrAgência Brasil

O quinto estado com maior crescimento do PIB foi Sergipe. Segundo o instituto, a recuperação da agricultura e a produção de energia elétrica foram os segmentos que proporcionaram maior aumento da produção.

Por região

O Centro-Oeste foi a região com o maior crescimento do PIB em 2019, 2,1%. Na sequência aparece o Sul, com 1,7%. Em seguida vem o Norte, com 1,2% de alta. O Sudeste cresceu 1%, e o Norte, 0,5% durante o período.

O DF tem a maior participação no PIB nacional no Centro-Oeste, com 3,7%. Goiás produz 2,8% de toda a riqueza no país. Mato Grosso responde por 1,9% do total e Mato Grosso do Sul, por 1,4%.

Economia do DF

Na capital federal, 95,7% das riquezas produzidas vêm dos setores de serviços e da administração pública. O primeiro responde por 51,6% do PIB e o segundo, por 44%. A indústria é responsável por 3,9% das riquezas, e a agropecuária, por 0,4%.

Segundo a Codeplan, o Valor Adicionado Bruto no DF aumentou 1,9% em 2019, em relação ao ano anterior. A indústria na capital cresceu 4,1%, sendo que o setor de serviços teve elevação de 1,8% e a agropecuária, de 1,2%.

A principal alta entre os subsetores no DF foi de alojamento e alimentação, de 7,1%. O setor de artes, cultura, esportes e recreação apresentou variação positiva de 6,7%, e informação e o de comunicação subiu 5,3%. Outro subsetor de destaque foi o de atividade financeira, com alta de 3,9%.

Últimas