Brasília Construtora assume projeto de reforma da Piscina de Ondas do DF

Construtora assume projeto de reforma da Piscina de Ondas do DF

Contrato é de R$ 531 mil para novo projeto do espaço, desativado há 24 anos. Nova licitação vai definir executora da proposta

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Piscina de Ondas funcionou até 1997. Foi o primeiro equipamento do tipo inaugurado na América Latina

Piscina de Ondas funcionou até 1997. Foi o primeiro equipamento do tipo inaugurado na América Latina

Arquivo Público do Distrito Federal

Após a assinatura de um contrato de R$ 531 mil, a Construtora Conref Engenharia de Piscinas tem 90 dias para apresentar o projeto de restauração da Piscina de Ondas de Brasílias. O equipamento, fechado há mais de 24 anos, será reativado.

A Secretaria de Esporte e Lazer é responsável por intermediar a contratação e destinou os recursos para o projeto, oriundos de emenda parlamentar. A obra prevê a construção de três módulos: Piscina com Ondas, o Parque Aquático com Rio Lento e o espaço infantil, no estacionamento 7 do Parque da Cidade.

A Conref vai elaborar o planejamento para o novo complexo aquático. Depois de pronto, o projeto será executado por outra empresa, que ainda será escolhida por licitação. O anúncio da reforma no espaço foi feito em maio. A estimativa do governo é que todo o conjunto de reformas tenha o custo de R$ 8,5 milhões. A intenção é que a Piscina seja reinaugurada no ano que vem.

História
A Piscina de Ondas foi o primeiro equipamento do tipo na América Latina e produzia ondas de até meio metro de altura, anunciadas por uma sirene. Inaugurada em 1978, era opção de lazer para os brasilienses nos anos 1980 e 1990. Com a morte do casal que administrava o complexo, o lugar faliu. Assim, a geração mais jovem só teve a chance de pisar na piscina sem água.

Depois de desativada e antes da pandemia de Covid-19, a Piscina de Ondas serviu de palco para festas e ventos culturais, agora, deve retornar ao seu propósito original. Enquanto esteve em atividade, o espaço chegou a receber cerca de 10 mil pessoas nos finais de semana.

Últimas