Brasília DF: número de crianças com Covid em 2022 é superior ao de 2020

DF: número de crianças com Covid em 2022 é superior ao de 2020

Segundo o governo, 6.074 crianças entre 5 e 11 anos testaram positivo em 2022; 2ª dose para a faixa etária começa neste sábado

  • Brasília | Marcela Cunha*, do R7, em Brasília

Garoto sendo vacinado contra a Covid-19

Garoto sendo vacinado contra a Covid-19

Tânia Rêgo/Agência Brasil - 26.01.2022

O Distrito Federal registrou 6.074 casos de Covid 19 em crianças entre 5 e 11 anos nos primeiros meses de 2022. Em 2020, foram registrados 5.380 casos. Durante 2021, foram 7.245. Os dados foram divulgados durante coletiva de imprensa da Secretaria de Saúde nesta sexta-feira (18). 

Na quinta-feira (17), a pasta confirmou três mortes de crianças até 10 anos por Covid-19. A secretaria anunciou que, a partir deste sábado (19), mais de 15 mil crianças de 6 anos ou mais poderão buscar os postos de saúde para tomar a segunda dose da vacina contra a doença. O tempo de espera entre a primeira e a segunda dose da CoronaVac é de 28 dias.

Cerca de 126 mil crianças entre 5 e 11 anos iniciaram o esquema vacinal, número que representa 46,96% do público apto a ser vacinado. Para o secretário de Saúde do DF, Manoel Pafiadache, "é extremamente importante que as famílias, que os pais percebam o avanço dos vírus em relação às nossas crianças".

Dose de reforço

Gestantes e puérperas agora vão poder tomar a dose de reforço após quatro meses da segunda dose. Antes, eram necessários cinco meses de espera. O imunizante para esse grupo e para crianças de 12 a 17 anos e imunossuprimidos será, preferencialmente, o da Pfizer/BioNTech. 

A dose de reforço para demais grupos será com os imunizantes AstraZeneca, CoronaVac ou Pfizer/BioNTech.

Óbitos

A taxa de mortalidade da Covid-19 no DF diminuiu consideravelmente em relação aos anos anteriores. Em 2021, a taxa de mortalidade estava em 154,40 óbitos para cada 100 mil habitantes. Neste ano, a taxa está em 2,84.

A diferença entre as taxas de mortalidade evidencia o impacto da vacinação, que começou no dia 16 de janeiro de 2021. "Não há que questionar a vacinação, uma vez que o número de óbitos não acompanhou o número de casos", afirmou o secretário de Saúde.

No total, 5.572.763 doses de vacina contra a Covid-19 foram aplicadas desde o início da campanha na capital federal. Destas, 2.197.938 foram de D2, 848.046 de reforço e 10.869 de dose adicional para os imunossuprimidos.

*Estagiária, sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas