Brasília GDF anuncia realização de censo sobre população em situação de rua a cada dois anos

GDF anuncia realização de censo sobre população em situação de rua a cada dois anos

Iniciativa tem objetivo de traçar perfil, coletar informações e auxiliar na elaboração de políticas públicas para esse público

  • Brasília | Edis Henrique Peres, do R7, em Brasília

Pesquisa precisa ser realizada a cada dois anos

Pesquisa precisa ser realizada a cada dois anos

Marcello Casal Jr./ABr

O governo do Distrito Federal publicou nesta quarta-feira (7) um decreto que prevê a realização do "Censo Distrital da População em Situação de Rua" a cada dois anos. A medida foi faz parte da "Política Nacional da População em Situação de Rua" e tem o o objetivo de coletar informações que permitam a implementação de políticas públicas voltadas a esse público.

Os dados serão coletados pelo IPEDF (Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal) e pela Secretaria de Desenvolvimento Social. Os pesquisadores terão acesso aos espaços de acolhimento das comunidades terapêuticas conveniadas e devem atuar principalmente nos pontos de maior concentração da população em situação de rua. O decreto estabelece que o levantamento deve ser feito preferencialmente entre fevereiro e outubro.

Os dados mais recentes, divulgados pelo Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania no Relatório da População em Situação de Rua, estima que o DF tem cerca de 3 mil pessoas nessa condição.

As pesquisas vão abordar dados como:

- sexo de nascimento;
- orientação sexual;
- raça/cor;
- data de nascimento/idade;
- tempo em situação de rua;
- se acompanhado com alguma criança na rua;
- se sempre morou no DF;
- nacionalidade;
- existência de vínculo com moradia fixa; e
- se é beneficiado por programas do governo.

Outros dados também podem ser levantados, conforme as políticas públicas em planejamento pelo governo.

Últimas