Brasília Ex-presidente terá 24 horas para entregar o passaporte à PF

Ex-presidente terá 24 horas para entregar o passaporte à PF

Documento não foi encontrado na casa de Bolsonaro em Angra dos Reis; telefone celular de ex-assessor foi apreendido no local

  • Brasília | Gabriela Coelho, do R7, em Brasília

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão

Reprodução/PF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), alvo da operação da Polícia Federal deflagrada nesta quinta-feira (8), terá 24 horas para entregar o passaporte. Homens da PF foram à casa dele, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, para cumprir mandado de busca e apreensão. Como o documento não estava no local, foi determinado o prazo para a entrega. As policitais apreenderam na casa do ex-presidente o celular de um de seus assessores, Tercio Arnaud Thomaz.

A Operação Tempus Veritatis, deflagrada nesta quinta-feira pela PF, investiga a organização criminosa que atuou na tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado Democrático de Direito, com o objetico de obter vantagem política com a manutenção do então presidente da República no poder.

Estão sendo cumpridos 33 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva e 48 medidas cautelares diversas da prisão, que incluem a proibição de manter contato com os demais investigados, proibição de se ausentarem do país, com entrega dos passaportes no prazo de 24 horas e suspensão do exercício de funções públicas.

Policiais federais cumprem as medidas judiciais, expedidas pelo Supremo Tribunal Federal, nos estados do Amazonas, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Goiás e no Distrito Federal.

Últimas