Brasília Expectativa é que o pior em relação à Covid já passou, diz Queiroga

Expectativa é que o pior em relação à Covid já passou, diz Queiroga

Segundo o ministro, cenário aponta queda de casos causados pela Ômicron e menos pressão sobre o sistema hospitalar no Brasil

  • Brasília | Do R7, em Brasília

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Valter Campanato/Agência Brasil - 05.01.2022

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (14) que "a expectativa é que o pior em relação aos casos é que já passou". Ele acrescentou que a pasta vai observar as taxas de infecção para ter um prognóstico mais definitivo. Segundo Queiroga, o Brasil tem um cenário que aponta queda do número de casos de Covid-19 causados pela variante Ômicron e  com menos pressão sob o sistema hospitalar.

"Ainda temos uma média de óbitos que não é uma média pequena, né? Mas em relação ao que já tivemos de 4 mil óbitos no pico da variante Gama, é um cenário epidemiológico mais tranquilo, digamos assim," afirmou. "Nós temos uma expectativa de que com a queda do número de casos que está acontecendo, nós tenhamos uma queda do número de óbitos e o mais importante é que o nosso sistema de Saúde tem dado as respostas adequadas," acrescentou.

Recomendações da Conitec

Sobre o pedido de revisão da decisão da pasta de rejeitar todos os protocolos sugeridos pela Conitec (Comissão de Incorporação de Tecnologias ao SUS), contendo as Diretrizes Brasileiras para Tratamento Medicamentoso Ambulatorial do Paciente com Covid-19, Queiroga disse que vai reconhecer o recurso e o que será avaliado a partir de agora é o mérito do pedido de revisão. "Há um prazo de 30 dias que é prorrogável por mais 30 dias, mas eu já estou vendo com a minha assessoria técnica para tomarmos as melhores decisões", disse o ministro.

O ministro falou também sobre o aprimoramento do SUS (Sistema Único de Saúde). Segundo Queiroga são agendas que precisam ser postas em prática, visando o fortalecimento da atenção primária à saúde. Segundo ele, é preciso dialogar em busca de uma proposta para o fortalecimento e a reforma do SUS. "Nesse sentido ajustes na equipe de secretários do Ministério da Saúde são necessários", disse.

O SUS sai fortalecido nessa questão da pandemia. Hoje não há quem não reconheça a importâcia do SUS

Marcelo Queiroga - Ministro da Saúde

Reforma no secretariado

O ministro da Sáúde afirmou também que uma reformulação no secretariado da Saúde deve ser publicada na próxima quarta-feira (16), no Diário Oficial, com o nome do substituto da secretária Mayra Pinheiro. "A secretária Mayra Pinheiro solicitou a exoneração e isso vai motivar algumas mudanças no Ministério da Saúde até em função da necessidade de projetarmos esse período pós-pandêmico", disse o ministro.

Últimas