Brasília GDF lança wi-fi social nas feiras públicas de Planaltina

GDF lança wi-fi social nas feiras públicas de Planaltina

Projeto, da Secretaria de Tecnologia e Inovação do DF, permite conexão gratuita para feirantes e frequentadores dos espaços

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

A partir desta sexta-feira (3), as três feiras de confecções, utilidades e hortifrutigranjeiro de Planaltina passam a contar com pontos de internet. A Secretaria de Tecnologia e Inovação do Distrito Federal inaugurou no local o wi-fi social, com internet gratuita para comerciantes e frequentadores do espaço.

A medida deve facilitar operações e transferências que precisam de conexão com internet, como pagamentos com PIX e funcionamento das máquinas de cartão. "É isso que estamos fazendo por Brasília, uma revolução tecnológica", disse o secretário Gilvan Máximo.

Acesso à rede é gratuito. Mais de 70 mil frequentadores serão beneficiados

Acesso à rede é gratuito. Mais de 70 mil frequentadores serão beneficiados

Secretaria de Tecnologia e Inovação

Cerca de 1 mil feirantes serão beneficiados com a medida, segundo a secretaria. Os frequentadores das feiras da cidade também poderão usufruir da internet. Aproximadamente 70 mil pessoas circulam semanalmente pelos espaços de Planaltina. Para se conectar à rede, é preciso fazer um cadastro prévio.

Durante o evento, Gilvan Máximo anunciou que o próximo passo do projeto é assegurar o acesso à internet para 20 mil pessoas com deficiência no Distrito Federal.

O projeto de wi-fi social já está em outras regiões administrativas, como Estrutural, Samamabaia e Riacho Fundo, além de estações do metrô e na Rodoviária do Plano Piloto. Segundo a Secretaria de Tecnologia e Inovação, desde 2019, quando a iniciativa começou, 58 pontos de wi-fi foram instalados no DF. Dados da pasta indicam que já são 70 milhões de acessos.

Últimas