Brasília Governo deve lançar na próxima semana aplicativo para bloquear celular roubado

Governo deve lançar na próxima semana aplicativo para bloquear celular roubado

Celular Seguro pretende facilitar a comunicação entre bancos e operadoras também para bloqueio de aparelhos furtados

  • Brasília | Laísa Lopes, do R7, em Brasília

Mais de 500 mil aparelhos foram roubados em 2023

Mais de 500 mil aparelhos foram roubados em 2023

Divulgação/Polícia Civil - Arquivo

O secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Ricardo Cappelli, afirmou neste sábado (16) que o governo federal vai lançar um aplicativo para bloquear celulares roubados ou furtados no país. “Vamos lançar na próxima terça-feira (19) uma iniciativa que transformará os celulares roubados num pedaço de metal inútil. Com apenas um clique, a vítima enviará um aviso simultaneamente para a Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações], para os bancos, para as operadoras de telefonia e para os demais aplicativos”, disse Cappelli em uma rede social.

Cappelli informou ainda que o aplicativo deve se chamar Celular Seguro, e a iniciativa pretende facilitar a comunicação entre bancos e operadoras. “Ninguém aguenta depois de ter o celular roubado ou furtado ficar na central de atendimento tentando fazer o registro. Com o projeto Celular Seguro, com apenas um clique, a informação chegará aos bancos e às operadoras, bloqueando o telefone e acabando com a farra dos criminosos.”

•  Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
•  Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
•  Compartilhe esta notícia pelo Telegram
•  Assine a newsletter R7 em Ponto

O Ministério da Justiça já vinha articulando a iniciativa juntamente com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e operadoras de telefonia. A proposta é que o proprietário do aparelho cadastre o contato no telefone de outra pessoa de confiança e, caso seja roubado ou furtado, realize o bloqueio do aparelho e das funções dele.

Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, apenas no ano passado 508.335 aparelhos foram roubados e 490.888 furtados no país.

Últimas