Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Homem viola medida protetiva e assassina ex-companheira no DF

Mulher morreu na terça-feira após ser atingida por disparos de arma de fogo; ela é a nona vítima de feminicídio no DF em 2023

Brasília|Karla Beatryz*, do R7, em Brasília


Hospital Regional de Planaltina, no Distrito Federal
Hospital Regional de Planaltina, no Distrito Federal

Uma mulher morreu na noite de terça-feira (11) após ser atingida por disparos feitos pelo ex-companheiro, em Planaltina, no Distrito Federal. O crime ocorreu na casa da vítima, mesmo ela tendo medida protetiva contra o suspeito. Esse é o nono caso de feminicídio registrado no Distrito Federal em 2023.

A Polícia Militar foi acionada pela filha da vítima, que presenciou o crime. Segundo a corporação, uma equipe que estava em patrulhamento compareceu ao local e chegou a ouvir os disparos do suspeito contra a ex-companheira. Os militares abordaram o suspeito, mas, segundo a polícia, ele teria apontado a arma contra os policiais, que atiraram no homem.

Leia também: Oito anos após feminicídio se tornar crime, 159 mulheres foram assassinadas no DF

O suspeito foi baleado e foi socorrido junto com a vítima que já tinha sido atingida. O Corpo de Bombeiros Militar do DF encaminhou os dois feridos até o Hospital Regional de Planaltina. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta quarta-feira (12). O suspeito do crime está internado em estado gravíssimo.

Publicidade
Arma apreendida com autor do crime, pela Polícia Militar
Arma apreendida com autor do crime, pela Polícia Militar

Durante a ocorrência, foram apreendidos com o suspeito uma arma de fogo, uma algema de metal, um laudo médico hospitalar no nome dele e R$ 4,7 mil.

De acordo com a Polícia Civil do DF, o caso foi registrado na 16ª DP, em Planaltina, como feminicídio e lesão corporal.

Publicidade

A corporação não divulgou mais informações sobre o crime, por se tratar de Violência Doméstica ou Familiar Contra a Mulher. O caso é apurado em sigilo, seguindo a Lei Maria da Penha.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.