Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Lula se encontra com príncipe da Arábia Saudita que deu joias a Bolsonaro

A reunião ocorreu após o encerramento do G20, na Índia; um dia antes, Mohammad bin Salman havia cancelado a agenda com Lula

Brasília|Bruna Lima, do R7, em Brasília


Lula e príncipe saudita se encontram na Índia
Lula e príncipe saudita se encontram na Índia

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontrou neste domingo (10) com o príncipe herdeiro e primeiro-ministro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, na Índia. Foi a primeira vez que as duas autoridades se reuniram, e a conversa ocorreu após uma desmarcação por parte do saudita. Mohammad bin Salman foi quem mandou presentear o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro com joias milionárias, que não foram declaradas à Receita Federal. 

Com o Brasil ocupando a presidência rotativa do Brics, Lula aproveitou o momento para dar boas-vindas à Arábia Saudita como novo país-membro do bloco de nações emergentes. Em agosto, Argentina, Egito, Emirados Árabes, Etiópia e Irã também passaram a integrar o grupo, formado, originalmente, por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. 

De acordo com o governo federal, no encontro autoridades sauditas mostraram intenção de ampliar investimentos no Brasil, "principalmente na área de petróleo e gás e também nas fontes verdes, além de retomar uma agenda comercial que ficou parada nos últimos anos". 

De acordo com o presidente brasileiro, o incremento pode contribuir para o processo de transição para uma economia mais sustentável, com foco em desenvolvimento de alta tecnologia. "Se a Arábia Saudita tiver interesse em investir, o Brasil terá interesse em conversar com quem quer que seja que eles mandem conversar", disse Lula antes do encontro, em entrevista à imprensa. 

Publicidade

A aproximação entre Lula e o príncipe ocorreu após o encerramento da 18ª Cúpula de Chefes de Estado e Governo do G20, cerimônia em que o presidente brasileiro recebeu o martelo de madeira que simboliza a presidência temporária do grupo. A cerimônia aconteceu em Nova Déli, na Índia, país que ocupava o cargo de liderança.

O encontro, no entanto, deveria ter ocorrido neste sábado (9). De acordo com o governo brasileiro, a delegação do príncipe saudita alegou uma "situação de urgência" e desmarcou a reunião. Esta foi a segunda vez no ano em que Lula e Mohammad bin Salman tiveram compromissos adiados. Em junho, durante visita a Paris, Lula cancelou a presença em um jantar oferecido por Mohammad bin Salman. Na época, o presidente alegou desgaste físico por causa da sequência de compromissos na capital francesa.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.