Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

'Maioria dos danos aos edifícios são reparáveis', diz Iphan após atos de vandalismo em Brasília

O coordenador técnico da entidade no DF afirmou que a troca de vidros e a reparação de portas e pisos já estão sendo feitas

Brasília|Giovana Cardoso, do R7, em Brasília


Prédio do Supremo Tribunal Federal destruído após atos de vandalismo
Prédio do Supremo Tribunal Federal destruído após atos de vandalismo

Em relatório preliminar entregue à ministra da Cultura, Margareth Menezes, nesta quinta-feira (12), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) afirma que a maioria dos danos aos edifícios causados pelos atos de vandalismo do último domingo (8), na Praça dos Três Poderes, em Brasília, são reparáveis.

O relatório preliminar abrange seis espaços dos edifícios do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, do Palácio Planalto, do Museu da Cidade e do Espaço Lúcio Costa, além da praça dos Três Poderes.

Segundo o coordenador técnico da Superintendência do Iphan no DF, Mauricio Goulart, a troca de vidros e reparação de portas e pisos já estão sendo feitas. Ainda de acordo com o especialista, as obras de arte danificadas teriam um "valor incalculável" e precisam de técnicas específicas para recuperação.

Leia também

Além dos edifícios, durante os atos de vandalismo foram danificadas peças como o relógio de Balthazar Martinot; a escultura de bronze O Flautista, de Bruno Giorgi; e a escultura de bronze Bailarina, de Victor Brecheret.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.