Brasília Manifestantes atacam militar da Polícia Montada do DF

Manifestantes atacam militar da Polícia Montada do DF

Em vídeo, grupo que invadiu o Congresso é flagrado derrubando o policial do cavalo e usando uma espécie de haste para atacá-lo

  • Brasília | Camila Costa, do R7, em Brasília

Manifestantes atacam e derrubam policial militar no DF

Manifestantes atacam e derrubam policial militar no DF

Reprodução / Redes Sociais

Durante os atos de vandalismo praticados neste domingo (8), na Esplanada dos Ministérios, um vídeo que circula nas redes sociais flagra o momento em que um grupo de radicais cerca um militar da Polícia Montada do DF e o derruba do cavalo. A partir daí, começa uma onda de agressão ao policial.

É possível ver os criminosos jogando garrafas e usando uma espécie de haste para atacar o policial.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) confirmou que policiais foram agredidos, mas ainda não tem a quantidade de militares nessa situação.

Invasão em Brasília

Manifestantes que não aceitam a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022 furaram bloqueio da Polícia Militar do Distrito Federal e invadiram, na tarde deste domingo (8), os prédios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Vídeos publicados nas redes sociais mostram o momento em que os manifestantes subiram a rampa do Congresso Nacional e invadiram a parte superior, onde ficam as cúpulas do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, além do Salão Verde, localizado dentro do edifício.

Depois, o grupo tentou invadir, com sucesso, o Palácio do Planalto, sede da Presidência da República, local onde o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), despacha, em Brasília. O petista não está na capital federal neste momento e, sim, em Araraquara, para visita ao município do interior paulista após os estragos causados pelas chuvas.

Manifestantes invadiram, ainda, o edifício do STF. No local, vidros foram quebrados e objetos destruídos nas dependências da Corte. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram que a porta em que o ministro Alexandre de Moraes utiliza para guardar a toga foi arrancada.

Últimas