Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Mulher é mantida em cárcere privado ao vir para o DF conhecer namorada de app

Vítima veio de Curitiba morar com namorada, mas agressora a prendeu em casa e apagou contatos do celular

Brasília|Do R7, em Brasília

Mulher veio conhecer namorada de aplicativo de relacionamento (Pedro França/Agência Senado - )

A Polícia Civil do Distrito Federal resgatou uma mulher de 22 anos que estava em cárcere privado depois de vir de Curitiba para conhecer a namorada em Brasília. Segundo informações da polícia, as duas tinham se conhecido em um aplicativo de namoro, no entanto, quando a vítima chegou à capital do país, a companheira apagou os contatos de seu telefone, pegou o chip do celular e inseriu no próprio telefone para impedir que ela falasse com os familiares.

Veja Mais

A agressora, de 41 anos, já tem histórico de violência doméstica e proibia a curitibana de sair de casa sem companhia. A vítima relatou a polícia que no começo do mês ainda tentou terminar o relacionamento, mas foi agredida e ameaçada.

A jovem também disse que trabalhava na empresa da companheira, uma fábrica de tijolos de cimento que funcionava dentro da própria residência, e não recebia nada em troca, apenas comida e moradia.

O caso veio à tona depois da jovem conseguir enviar um SMS para a mãe, em 22 de maio, pedindo socorro e contando que estava em cárcere privado, impedida de usar telefone e manter contato com a família.

Publicidade

A denúncia foi feita pela mãe da vítima na 13º Distrito Policial, em Curitiba, que pediu ajuda para a Divisão de Repressão a Sequestros do DF. A mulher foi resgatada na última quinta-feira (23) depois que a polícia arrombou o portão da casa em que ela estava presa.

A agressora foi presa em flagrante pelo crime de cárcere privado combinado com a Lei Marinha da Penha.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.