Brasília Operação da PF combate desvios de verba e lavagem de dinheiro na Codevasf

Operação da PF combate desvios de verba e lavagem de dinheiro na Codevasf

Foam cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária em cidades do Maranhão

  • Brasília | Clarissa Lemgruber, do R7, em Brasília

Agentes da Polícia Federal durante operação

Agentes da Polícia Federal durante operação

Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quarta-feira (20), 16 mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária em uma operação que investiga a suspeita de fraudes em licitações, lavagem de dinheiro e desvios de recursos públicos na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

A ação foi deflagrada nas cidades maranhenses de São Luís, Dom Pedro, Codó, Santo Antônio dos Lopes e Barreirinhas. Segundo a PF, a operação apura a existência de um "engenhoso esquema de lavagem de dinheiro, perpetrado a partir do desvio do dinheiro público proveniente de procedimentos licitatórios fraudados".

Um dos alvos da operação é uma empresa que possui "vultosos" contratos com a Codevasf, de acordo com a PF. De acordo com a corporação, o esquema criminoso, que se valia de pessoas interpostas e empresas de fachada, cresceu exponencialmente após 2015, quando a Polícia Civil do Maranhão já havia investigado uma associação criminosa na cidade de Dom Pedro.

De acordo com as investigações, o líder do grupo criminoso, além de colocar as empresas e bens em nome de terceiros, ainda possui contas bancárias vinculadas a CPFs falsos, utilizando-se disso para realizar fraudes e dificultar a atuação dos órgãos de controle.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude a licitação, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Somadas, as penas podem chegar a 16 anos de prisão.

Últimas