Brasília Paralisação de caminhoneiros não afeta voos no DF, diz Inframerica

Paralisação de caminhoneiros não afeta voos no DF, diz Inframerica

De acordo com a administradora, houve apenas um cancelamento de voo para Guarulhos, onde manifestantes bloquearam o acesso

  • Brasília | Bruna Lima, do R7, em Brasília

Saguão do Aeroporto de Brasília funcionando normalmente

Saguão do Aeroporto de Brasília funcionando normalmente

Inframerica - Divulgação

Os bloqueios de rodovias realizados por caminhoneiros em protesto ao resultado das eleições não afetam a rotina de voos no Aeroporto de Brasília, na manhã desta terça-feira (1º). A informação é da Inframerica, responsável pela administração do terminal, que garantiu que as operações ocorrem normalmente. 

"Não há impactos na operação e nem voos atrasados por causa dos bloqueios das vias no país". Há, no entanto, registro de um voo cancelado para Guarulhos. Estão previstas 11 decolagens de Brasília para o aeroporto internacional de São Paulo. "Até o momento, todos os voos estão confirmados", disse a Inframerica. 

Em São Paulo, caminhoneiros e manifestantes bloquearam, no início da manhã desta terça-feira (1º), o acesso à rodovia Helio Schmidt, principal acesso ao Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). Até a última atualização, 25 voos precisaram ser bloqueados devido à dificuldade de acesso aos terminais. 

Risco de desabastecimento

Outra consequência dos bloqueios para a malha aérea é o risco de faltar combustível para as aeronaves. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) alertou as autoridades para o impacto. "Estimativa das empresas aéreas mostra que, caso o cenário atual se mantenha, ao longo do feriado o setor poderá sofrer com desabastecimento", disse a associação; 

"O transporte aéreo também pode ser impactado pela dificuldade de chegada de profissionais, tripulantes e passageiros aos aeroportos, inviabilizando a operação e prejudicando, ainda, atividades essenciais como o transporte gratuito de órgãos para transplantes e o envio de cargas", alertou. A associação ainda aproveitou para instruir passageiros a se deslocar com antecedência para os aeroportos.  

Últimas