Brasília Pazuello tem as contas eleitorais reprovadas pelo TRE do Rio de Janeiro

Pazuello tem as contas eleitorais reprovadas pelo TRE do Rio de Janeiro

Corte eleitoral entendeu que prestação fora do prazo compromete a avaliação das contas de campanha

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Eduardo Pazuello durante coletiva de imprensa no Ministério da Saúde

Eduardo Pazuello durante coletiva de imprensa no Ministério da Saúde

José Dias/Presidência da República - 27.4.2020

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, eleito deputado federal com 205 mil votos pelo Rio de Janeiro, teve a prestação de contas eleitorais reprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado. A decisão ocorreu por ele ter declarado com atraso gastos de R$ 286,4 mil.

Os valores que foram apresentados com atraso representam 30% do total usado durante a campanha. De acordo com o parecer da corte eleitoral, as despesas foram realizadas antes do prazo inicial para a prestação de contas. No entanto, Pazuello só apresentou os dados quando a campanha já estava em curso.

A defesa de Pazuello rebateu, afirmando que o atraso na prestação de contas não é motivo suficiente para reprovar as contas do deputado eleito.

Os advogados também sustentaram que, ao longo do processo, foram feitas retificações que permitiram a análise completa dos valores gastos e que ficou comprovado que os recursos foram usados com lisura e transparência.

Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Últimas