Brasília PF investiga desvios de verbas no Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul; veja vídeo

PF investiga desvios de verbas no Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul; veja vídeo

Ao todo, são cumpridos 30 mandados de busca e apreensão em cinco cidades; três conselheiros da corte foram afastados

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Agentes da PF e da Receita Federal durante operação que investiga corrupção no TCE-MS

Agentes da PF e da Receita Federal durante operação que investiga corrupção no TCE-MS

Reprodução / Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (8) uma operação que investiga crimes de peculato, direcionamento de licitações e lavagem de dinheiro no Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE-MS). A ação é realizada em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Receita Federal. 

Ao todo, são cumpridos 30 mandados de busca e apreensão em Campo Grande (MS), Brasília (DF), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS) e Miracema (RJ).

De acordo com a PF, há indícios de crimes relacionados a contratos de terceirização de mão de obra do TCE-MS. O principal contrato investigado supera a quantia de R$ 100 milhões. A ação desta quinta-feira é uma nova fase da Operação Terceirização de Ouro, deflagrada em junho de 2021. Participam da operação 114 policiais federais, além de servidores da CGU e Receita Federal.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) ordenou o afastamento de três conselheiros — que têm prerrogativa de foro — do TCE-MS, proibiu o acesso deles às dependências da corte e a comunicação com outras pessoas investigadas e estipulou monitoramento eletrônico. As mesmas medidas foram aplicadas a dois servidores e um ex-servidor do tribunal.  O STJ ainda autorizou a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico dos investigados.

Últimas