Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Polícia e MP investigam homem por suspeita de baixar e piratear cursos preparatórios

Suspeito do DF estaria repassando o material para estudantes de medicina e escondendo os lucros do contrabando em criptomoedas

Brasília|Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

MPDFT, onde a Unidade Especial de Criptoativos da instituição participa das investigações
MPDFT, onde a Unidade Especial de Criptoativos da instituição participa das investigações MPDFT, onde a Unidade Especial de Criptoativos da instituição participa das investigações

A Polícia Civil do Distrito Federal e o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) deflagaram uma operação nesta terça (7) para investigar um hacker da capital suspeito de baixar e piratear cursos preparatórios para estudantes de medicina de todo o país.

A empresa vítima da venda não autorizada teve prejuízo de mais de R$ 117 milhões. O suspeito estaria vendendo os cursos a preços abaixo do operado no mercado e investindo em criptomoedas para camuflar os lucros com o contrabando do conteúdo digital.

Para rastrear o dinheiro, a Justiça autorizou o bloqueio de diversas carteiras de criptomoedas e de ativos virtuais "eventualmente existentes" de duas corretoras de criptomoedas.

Leia também

O caso está a cargo da 3ª Promotoria de Justiça Criminal de Águas Claras e da Unidade Especial de Criptoativos do MPDFT, junto com a Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Ordem Tributária e a Fraudes (Corf) da Polícia Civil.

Ainda de acordo com informações da promotoria, a Justiça também permitiu a transferência dos ativos para o MPDFT e a Polícia Civil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.