Brasília Polícia prende suspeito de filmar mulheres em banheiros públicos

Polícia prende suspeito de filmar mulheres em banheiros públicos

Caso aconteceu em um posto de combustíveis na região do Lago Norte, no DF; homem teria diversos vídeos do tipo no celular

  • Brasília | Emerson Fonseca Fraga, do R7, em Brasília

PM já havia recebido chamados do mesmo local, mas nunca tinha conseguido localizar suspeito

PM já havia recebido chamados do mesmo local, mas nunca tinha conseguido localizar suspeito

Marcello Casal Junior/Agência Brasil - Arquivo

A Polícia Militar prendeu, por volta das 23h30 da última sexta-feira (25), um suspeito de filmar mulheres em banheiros públicos no Distrito Federal. O homem foi preso depois que uma suposta vítima abordou uma equipe policial e denunciou uma possível filmagem em um banheiro no Posto Colorado, na região do Lago Norte.

O suspeito foi localizado em um carro na DF-003, próximo ao posto onde o crime teria sido praticado. Segundo a corporação, ao ser abordado, o homem confessou a prática de entrar em banheiros femininos para filmar e fotografiar, de forma clandestina, a intimidade de quem entrava. Segundo os policiais, ele filmava as mulheres utilizando o sanitário ou tomando banho por cima dos boxes.

Suspeito foi preso na DF-003, próximo a um posto de combustíveis

Suspeito foi preso na DF-003, próximo a um posto de combustíveis

PMDF/Divulgação - 25.3.2022

Ainda de acordo com a PM, testemunhas informaram que o homem era frequentemente flagrado fugindo do banheiro feminino de uma lanchonete que fica dentro do posto de combustíveis. Ele teria confessado aos policiais que possuía, em seu celular, diversas filmagens de outras mulheres, com o mesmo tipo de conteúdos. Segundo o suspeito, ele fazia os vídeos para satisfazer seus próprios desejos sexuais. A polícia já havia sido chamada outra vezes para atender a ocorrências do tipo nas proximidades, mas nunca havia conseguido encontrar o suspeito.

Após ser reconhecido pela vítima e por testemunhas no local, a Polícia Militar apreendeu o celular do homem e levou as partes envolvidas para a 6ª Delegacia de Polícia Civil (Paranoá). A PM informou que foi registrado boletim de ocorrência pelo crime de registro não autorizado de intimidade sexual, tipificado no artigo 216-B do Código Penal.

Últimas