Brasília PSDB: Leite sugere suspensão das prévias por falha em aplicativo

PSDB: Leite sugere suspensão das prévias por falha em aplicativo

Filiados do PSDB reclamam que não conseguem votar em app feito pelo partido; em SP, pelos 26 mil estão com dificuldade

  • Brasília | Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, na votação das prévias do partido

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, na votação das prévias do partido

Divulgação/PSDB

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), um dos pré-candidatos do partido para as eleições presidenciais de 2022, pediu uma reunião com o presidente nacional da legenda, Bruno Araújo, ainda neste domingo (21) para discutir a possibilidade de suspensão das prévias devido às falhas apresentadas no aplicativo de votação feito pelo PSDB.

Leite se mostrou incomodado com os problemas no app, pois muitos filiados dizem que não estão conseguindo acessar a plataforma desde o início da votação, às 9h deste domingo. “Eu mesmo estou pedindo ao presidente do partido que programe até as 15h uma reunião da Executiva para fazer uma avaliação da votação. [Temos que] avaliar as condições pelo país inteiro para a votação", disse o governador.

Inicialmente, a votação terminaria às 15h. Mas com os problemas, o PSDB estendeu o prazo de votação pelo aplicativo até as 18h. Segundo Leite, “a partir da evolução, [vamos] adotar as providências cabíveis, seja prorrogação, suspensão ou, se tiver evoluído em boas condições, que se confirme o horário [de encerramento da votação]. Essa solução [virá] a partir de um relatório técnico”, frisou o governador do Rio Grande do Sul. “O importante é que a decisão tenha legitimidade, seja hoje às 20h ou amanhã, o horário que for”, completou Leite.

26 mil com dificuldade em São Paulo

Dos cerca de 45 mil tucanos que se cadastraram para votar neste domingo, quase 40 mil votarão exclusivamente pelo aplicativo. A ferramenta é destinada para a participação de vereadores e filiados que não possuem mandato — governadores, vice-governadores, prefeitos, vice-prefeitos, senadores e deputados (federais, estaduais e distritais) votarão presencialmente no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

O estado de São Paulo é o que mais tem registrado relatos de tucanos que não conseguem votar. Em nota divulgada pouco depois das 12h, o presidente do PSDB-SP, Marco Vinholi, informou que ao menos 26 mil filiados ainda não tinha conseguido votar.

"O aplicativo Prévias PSDB vem apresentando instabilidade, o que tem  impossibilitado os filiados de votarem. Até o momento, foram 4h30 praticamente sem o funcionamento do aplicativo. Somente em São Paulo são cerca de 26 mil (62% do total) credenciados que, neste momento, não conseguem acesso ao voto", afirmou Vinholi.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rival de Leite nas prévias, também reclamou da instabilidade. “Esse é um tema que tem que ser esclarecido pela direção nacional do PSDB. Você dificultar o acesso a alguém que quer fazer valer o seu voto não é exatamente um processo adequado. Mas espero que isso seja corrigido", disse.

"Espero, sinceramente, que nós tenhamos esse processo transparente até o final para garantir que, ao fim do dia de hoje, tenhamos o candidato escolhido pelo voto direto”, acrescentou Doria.

Últimas