Brasília Quatro corpos com marcas de tiro e carbonizados são achados no DF

Quatro corpos com marcas de tiro e carbonizados são achados no DF

Bombeiros foram chamados para controlar incêndio em residência em Planaltina e encontraram os corpos na casa

  • Brasília | Marcela Cunha* e Renato Souza, do R7, em Brasília

Vítimas foram encontradas com marcas de tiros e carbonizados

Vítimas foram encontradas com marcas de tiros e carbonizados

Reprodução

Quatro pessoas foram encontradas mortas dentro de uma casa nesta quinta-feira (10) em Planaltina (DF), próximo ao perto do antigo cemitério da região. As vítimas foram encontradas com marcas de tiros e carbonizadas.  Segundo o Corpo de Bombeiros, os militares foram acionados para atuar em um incêndio em uma casa, mas as vítimas já estavam mortas quando a equipe chegou ao local. 

A PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal) identificou as quatro vítimas. A primeira vítima identificada foi o sargento da reserva da polícia militar, Nilton Cosme Batista. As outras vítimas são a esposa dele, Maria de Lourdes Furtado, de 50 anos e os dois filhos do casal, Isaac Furtado dos Santos, de 21 anos, e L. F. S. de 16 anos.

Vizinhos que moram na região escutaram o barulho dos disparos. A 16ª DP de Planaltina investiga o caso. Segundo a polícia, ainda não é possível confirmar se o policial executou a família e tirou a própria vida em seguida. Os investigadores já começaram a colher depoimentos de testemunhas e de familiares das vítimas.

Um colega de corporação do sargento Nilson Cosme, que prefere não se identificar, afirmou ao R7 que embora o militar fosse reservado no trabalho, era avaliado como um colega dedicado. "Trabalhei com ele muitas vezes aqui no 14° Batalhão. Ele sempre foi muito calado, concentrado, mas bom profissional," disse o colega de Nilson.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas