Brasília Suspeito de mandar matar quatro pessoas no Piauí é preso no DF; veja vídeos

Suspeito de mandar matar quatro pessoas no Piauí é preso no DF; veja vídeos

Jhon Lennon dos Santos Abreu teria encomendado o crime contra os ex-patrões do sogro; três vítimas eram da mesma família

  • Brasília | Rafaela Soares, do R7, em Brasília

Jhon Lennon dos Santos Abreu durante prisão

Jhon Lennon dos Santos Abreu durante prisão

Divulgação/Polícia Civil

Um homem suspeito de ser o mandante de uma chacina que vitimou quatro pessoas em abril, sendo três da mesma família, na cidade de Baixa Grande do Ribeiro, no Piauí, foi preso no Distrito Federal, nesta quinta-feira (4).

Jhon Lennon dos Santos Abreu, de 28 anos, foi encontrado após uma investigação conjunta entre as polícias civil das duas unidades da federação.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

O suspeito foi encontrado em Samambaia, região administrativa do DF, em uma casa que pertence a uma mulher com diversas passagens pela polícia. Os investigadores acreditam que Jhon Lennon estava no local desde a data do crime.

A proprietária do imóvel acabou presa por porte de drogas e outro homem também foi detido por receptação e porte de drogas.

Segundo a Polícia Civil do Piauí, John Lennon tem passagens criminais pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas. Ele foi levado a carceragem da Polícia Civil do DF, onde vai permanecer à disposição da justiça. Se condenado, o investigado pode receber uma pena de até 120 anos de prisão.

O crime

No dia 23 de abril de 2023, as vítimas — identificadas como Luiz Pedro Dalcin (61 anos), Gustavo Dalcin (36 anos), Luiz Antônio Dalcin (34 anos) e o funcionário da família Leonilton Sousa da Silva (33 anos) — estavam na casa que alugavam na zona urbana de Baixa Grande do Ribeiro, a 587km da capital Teresina, quando foram surpreendidos surpreendidos por atiradores. Duas testemunhas conseguiram fugir e acionaram  a polícia.

Veja fotos dos envolvidos:

Segundo as investigações, a motivação do crime seria uma vingança familiar. "O sogro de John Lennon foi há algum tempo atrás encontrado morto, possivelmente, de causas naturais, na fazenda onde trabalhava. O caso na época causou revolta dos familiares, pois alegam que houve negligência por parte dos empregadores", explicou o delegado-geral Luccy Keiko.

Outro suspeito de participar do crime, Lúcio Batista Fialho, foi preso no dia 25 de abril e, segundo as investigações, ele teria emprestados as armas que foram utilizadas no crime. Os suspeitos de serem os executores — Euton Marcos Santos (26 anos), vulgo "Coca-cola"; Velton Avelino de Sousa (27 anos), vulgo "Bolinha"; e Lira — continuam foragidos

126 passagens e furto na Câmara dos Deputados

Um homem com 126 passagens por roubos, furtos e estelionato foi preso nessa quarta (3) no Distrito Federal por furtar celulares na Câmara dos Deputados e em ministérios. O criminoso usava um crachá da Secretaria de Trabalho do Distrito Federal para entrar nos órgãos públicos. Ainda não se sabe se a identificação era falsa.

Segundo a polícia, o homem inventava histórias para conseguir passar pela segurança dos locais e furtar objetos de servidores. O suspeito estava solto depois de ter recebido um benefício de relaxamento de pena por outro crime. A polícia não soube informar quantas condenações o homem tinha.

Suposto traficante do PCC: jóias, dinheiro e drogas

A Polícia Civil do Distrito Federal realizou na manhã desta quinta-feira (4) uma operação contra um grupo suspeito de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro com atuação em diversos estados.

Os agentes cumpriram 80 mandados de busca e apreensão e 14 de prisão temporária em Goiás, em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Tocantins, em Mato Grosso do Sul, no Ceará, em Minas Gerais e no Distrito Federal.

Segundo apuração da Record TV, a maior parte da operação ocorreu no Ceará. O principal alvo seria um traficante da facção criminosa Comboio do Cão, que tem ligações com o Primeiro Comando da Capital (PCC). O suspeito é de Brasília, mas teria um patrimônio milionário no Ceará.

Últimas