Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tire dúvidas sobre o ‘Enem dos Concursos', que tem inscrições até 9 de fevereiro

São 6.640 vagas para 21 órgãos federais; provas serão aplicadas simultaneamente em 220 cidades do Brasil, no dia 5 de maio

Brasília|Laísa Lopes, do R7, em Brasília

Concurso Nacional Unificado prevê 6.640 vagas para 21 órgãos federais
Concurso Nacional Unificado prevê 6.640 vagas para 21 órgãos federais Concurso Nacional Unificado prevê 6.640 vagas para 21 órgãos federais (Edu Garcia/R7 - 19.11.2023)

As inscrições para o Concurso Nacional Unificado, mais conhecido como ‘Enem dos concursos’, começaram nesta sexta-feira (19) e terminam no dia 9 de fevereiro. Os interessados devem ter conta no Gov.br para realizar a inscrição no site da Fundação Cesgranrio.

A expectativa do governo é receber cinco milhões de inscrições que disputam 6.640 vagas em 21 órgãos federais. A prova será aplicada no dia 5 de maio, em dois turnos, em 220 cidades do Brasil.

O concurso será divido em oito blocos temáticos, sendo sete de nível superior e um de nível médio. Os candidatos do nível superior podem concorrer a diversas vagas, desde que seja do mesmo bloco. É necessário titulação específica em alguns cargos, ou seja, o candidato que não apresentar a formação específica da função, não poderá tomar posse.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

A taxa de inscrição foi fixada em R$ 90 para as vagas de nível superior e R$ 60 para os cargos de ensino médio. Salários podem chegar a R$ 22,9 mil.

Publicidade

Confira os editais por bloco:

Bloco 1: Infraestrutura, exatas e engenharia

Bloco 2: Tecnologia, dados e informação

Bloco 3: Ambiental, agrário e biológicas

Bloco 4: Trabalho e saúde do servidor

Bloco 5: Educação, saúde, desenvolvimento social e direitos humanos

Bloco 6: Setores econômicos e regulação

Bloco 7: Gestão governamental e administração pública

Bloco 8: Nível intermediário

O R7 separou as principais dúvidas de quem vai prestar o Concurso Nacional Unificado. Confira.

Como será a prova? E onde?

As provas serão aplicadas em 5 de maio, em dois turnos e em 220 cidades simultaneamente.

Matutino:

Nível superior - provas objetivas de conhecimentos gerais (20 questões) e prova discursiva de conhecimento específico do bloco

Nível médio - provas objetivas (20 questões) e redação

Vespertino:

Nível superior - provas objetivas de conhecimentos específicos (50 questões)

Nível médio - provas objetivas (40 questões)

Alguns cargos terão a segunda etapa com avaliação de títulos. A aplicação das provas de títulos vai seguir as regras estabelecidas em edital para cada um dos cargos. Em algumas funções as provas de títulos representarão 5% da nota total do concurso, em outros cargos essa etapa vai representar 10% da nota total.

É possível se inscrever em mais de um bloco?

Não. O candidato poderá se inscrever em apenas um bloco temático. O edital prevê que o candidato concorra a quantos cargos quiser. Vale lembrar que a ordem de preferência indicada no momento da inscrição é classificatória. Mesmo se aprovada em mais de um cargo, a pessoa será alocada conforme a ordem de preferência.

Posso mudar de bloco após a inscrição?

Apenas os candidatos do bloco 1 a 7 podem trocar de bloco após a inscrição. A mudança pode ser feita até a data do período de inscrições. Caso os candidatos inscritos no Bloco 8 (nível médio) queiram realizar a mudança será necessário o pagamento de uma nova taxa de inscrição e não haverá devolução de valores já pagos.

Como fica a classificação para a segunda e terceira opção? E a lista de espera?

O candidato que não estiver classificado para sua primeira opção, mesmo que assuma outro cargo, ainda estará na lista de espera dos cargos indicados como prioritários no momento da inscrição.

O mesmo vale para o candidato que tiver tomado posse em uma vaga. Posteriormente pode ser convidado para um cargo de sua preferência.

Haverá lista de espera ou cadastro de reserva?

O CNU prevê um banco de candidatos para aqueles que não foram aprovados na primeira opção de cargo, escolhida no momento da inscrição. O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos poderá fazer chamamentos a cada seis meses ou conforme a necessidade e o fluxo de liberação e desocupação dos cargos do concurso até o fim do prazo de validade, que é de 12 meses.

Qual são os critérios de desclassificação?

Serão eliminados os candidatos que obtiverem aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas objetivas de conhecimentos gerais e de conhecimentos específicos, ou obtiverem nota zero na redação.

As políticas de cotas serão adotadas por bloco ou cargo?

As cotas serão aplicadas por especialidades, segundo a distribuição nos blocos. Pessoas com deficiência terão 5% das vagas reservadas; pessoas negras terão reservadas 20% das vagas e indígenas terão 30% das vagas reservadas para os cargos da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Confira as vagas por órgão

• Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI): 1.480

• Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 900

• Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA): 742

• Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 620

• Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) e Instituto Nacional de Meteorologia (INMET): 520

• Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI): 502

• Advocacia Geral da União (AGU): 400

• Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS): 310

• Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI): 296

• Ministério da Saúde: 220

• Ministério da Justiça e Segurança Pública: 130

• Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC): 110

• Ministério da Educação (MEC): 70

• Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO): 60

• Ministério da Cultura (MINC): 50

• Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP): 50

• Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL): 40

• Ministério dos Direitos Humanos (MDH): 40

• Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC): 40

• Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ): 30

• Ministério dos Povos Indígenas (MPI): 30

Cronograma do Concurso Nacional Unificado

Inscrições: 19/1/2024 a 9/2/2024

Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/2/2024

Divulgação dos cartões de confirmação: 29/4/2024

Aplicação das provas: 5/5/2024

Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redação: 3/6/2024

Divulgação final dos resultados: 30/7/2024

Início da convocação para posse e cursos de formação: 5/8/2024

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.