Eleições 2022

Brasília 'Uma vergonha para o Brasil', diz Ciro sobre chapa Lula-Alckmin

'Uma vergonha para o Brasil', diz Ciro sobre chapa Lula-Alckmin

Para pré-candidato do PDT, união de opostos explica 'nojo' de brasileiro com política

  • Brasília | Alan Rios, do R7, em Brasília

Ciro Gomes - PDT

Ciro Gomes - PDT

Erbs Jr./FramePhoto/Estadão Conteúdo

A aprovação de Geraldo Alckmin para vice na chapa de Lula é, na visão de Ciro Gomes, "uma vergonha para o Brasil". O pré-candidato à presidência da República pelo PDT avaliou ainda que a união dos dois adversários políticos explica o "nojo" de brasileiros pela política.

"Isso é um verdadeiro virado à paulista. Depois os políticos não entendem por que a população tem tanto nojo crescente na política e por que o jovem está tomando distância", disse Ciro, nesta segunda-feira (18).

Ciro Gomes deu as declarações no lançamento da pré-candidatura da senadora Leila Barros ao governo do Distrito Federal. Para ele, opostos políticos podem se unir, mas desde que isso se justifique com um programa em comum ou uma revisão de posições.

"Agora, passarem 25 anos um chamando o outro de ladrão e agora se juntarem apenas por oportunismo, para tentar forçar a barra para eleger o Haddad sem concorrência é uma vergonha pro Brasil."

O PT aprovou na última semana o nome do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin para compor a chapa que vai tentar a presidência com Lula. O petista chegou a dizer que sempre respeitou Alckmin, mas ambos mantém ofensas mútuas em postagens nas redes sociais, como o tweet em que o ex governador fala que Lula voltar a presidência seria como um ladrão voltar a cena do crime.

Últimas