Brasília Vacinação de crianças será amplamente discutida, diz Queiroga

Vacinação de crianças será amplamente discutida, diz Queiroga

Segundo o ministro, o assunto passará por análise do ministério e a pasta ouvirá técnicos e a sociedade civil para decidir

  • Brasília | Do R7, em Brasília

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil - 08.10.2021

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quinta-feira (16) que a vacinação de crianças com idade entre 5 e 11 anos será amplamente discutida com técnicos e com a sociedade civil antes de ser liberada. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a imunização dessa faixa etária também nesta quinta. 

"Quanto tempo a Anvisa demorou para dar um posicionamento acerca dessas doses? É preciso fazer análise. A avaliação da Anvisa é uma avaliação, a do ministério é outra. O ministério vai discutir esse assunto amplamente com a sociedade, com a comunidade científica, a sociedade civil organizada, uma discussão ampla", disse a jornalistas ao sair do ministério. 

Indagado sobre a possibilidade de a vacinação começar em 2021, Queiroga questionou o pouco tempo restante para o fim do ano: "2021? Quantos dias faltam para [acabar] 2021? Quanto tempo a Anvisa demorou para dar um posicionamento acerca dessas doses?".

"Acompanhei a decisão da Anvisa pela imprensa, essa documentação vai chegar ao ministério, precisa ser analisada, são esferas diferentes de análise e decisão, e nós temos o objetivo de, com celeridade, dar um posicionamento acerca do tema", complementou. 

Quando lhe perguntaram se haveria intervenção do presidente Jair Bolsonaro, que já fez críticas à vacinação de crianças, Queiroga assegurou que a decisão será técnica. 

"Decisões são de natureza técnica. Ele é chefe do governo, e o país que ele lidera é o responsável pela maior campanha de vacinação da Covid no mundo. Nós já vacinamos mais de 85% com mais de duas doses", afirmou. 

Últimas