Brasília Vídeo: grupo armado com fuzis fecha avenida para mulher vestida de vermelho passar no DF

Vídeo: grupo armado com fuzis fecha avenida para mulher vestida de vermelho passar no DF

O grupo parou o trânsito para uma modelo; envolvidos poderão responder por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

A Polícia Civil investiga um vídeo que viralizou em que homens armados com fuzis e escopetas param uma rodovia do Distrito Federal para uma mulher vestida de vermelho passar. Se as armas usadas para a filmagem forem verdadeiras, após identificados, os envolvidos poderão responder por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A pena prevista para o crime é de três a seis anos de prisão.

Nas imagens, pelo menos nove homens armados param o trânsito

Nas imagens, pelo menos nove homens armados param o trânsito

Reprodução

As filmagens que viralizaram em grupos de Whatsapp foram feitas em Taguatinga,e já estão em posse de peritos da corporação. No vídeo, a pessoa com a câmera acompanha uma mulher de vestido vinho. Quando ela começa a andar, homens armados se mobilizam para garantir que ela atravesse. 

Motoristas são obrigados a esperar pelo término da encenação. O grupo fica alinhado, em formação, e a mulher passa atrás, aparecendo em primeiro plano nas imagens. Quando ela está no meio do caminho, passa em frente a dois homens que estão no centro da formação e continua atravessando, agora, na frente dos participantes armados, mas distante da câmera.

A maioria dos homens aparece vestida de jeans azul e camiseta preta. Um deles, no entanto, se veste com camisa branca e colete preto e calça social também de cor preta. Ele fica posicionado próximo ao fim da fileira, já do outro lado da avenida.

Ao longe, é possível ver os carros parados e, na frente dos veículos, um fotógrafo que registra os passos da mulher. Na fileira de trás, em primeiro plano, um homem com uma escopeta avança na mesma direção que a modelo. Quando ela chega do outro lado, o câmera se aproxima novamente dela e o fotógrafo libera a via enquanto os participantes comemoram.

As filmagens aconteceram na avenida Samdu Norte, em Taguatinga. O delegado-geral da PCDF, Robson Cândido, foi quem deu a ordem para que se investigue a produção vídeo. Aparecem no vídeo a modelo, o fotógrafo, uma moça que acompanha a mulher de vermelho nos primeiros segundos, além de nove homens armados.

Ao fundo nas filmagens, é possível ver uma loja de artigos esportivos e armas. A reportagem telefonou para o estabelecimento, mas ninguém atendeu as ligações.

Últimas