Brasília Advogado suspeito de injúria racial se nega a sair de sede da OAB

Advogado suspeito de injúria racial se nega a sair de sede da OAB

Expediente já havia se encerrado, mas ele se recursou a deixar o local sem concluir trabalho

O advogado Everardo Braga, de 60 anos, suspeito de injúria racial contra uma funcionária de supermercado no Itapoã, no Distrito Federal, se negou a deixar a sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do DF, que havia encerrado o expediente, alegando que tinha de entregar uma petição no prazo. Ele discute com funcionários da entidade e com policiais que foram acionados para retirá-lo.

Últimas