Denatran adia (de novo) adoção de placas do Mercosul

Identificação, que seria adotada a partir de 1º de janeiro de 2017, não tem prazo previsto

Denatran adia (de novo) adoção de placas do Mercosul

Novas placas do Mercosul mantém número de caracteres, mas oferecem quase três vezes mais combinações

Novas placas do Mercosul mantém número de caracteres, mas oferecem quase três vezes mais combinações

Divulgação
Placa para motocicletas no novo padrão do Mercosul

Placa para motocicletas no novo padrão do Mercosul

Divulgação

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) publicou resolução nesta quinta-feira (8) adiando, pela segunda vez, a adoção no Brasil das novas placas veiculares do Mercosul. Apresentadas em outubro de 2014, as placas de uso comum nos países do bloco seriam adotadas por aqui inicialmente em 1º de janeiro de 2016. Argentina e Uruguai já emplacam carros novos no novo padrão.

Em abril de 2015, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) adiou a aplicação em um ano, sob alegação de que era necessário "reavaliar os requisitos necessários estabelecidos para melhor adequação das empresas". Agora, o motivo é "a ausência de sistema de consultas e de intercâmbio de informações sobre aspectos relativos à circulação de veículos nos Estados Partes".

Por enquanto, não há data definida para a aplicação das novas placas. O prazo depende de sinalização de "ato" pelo Denatran, e só passa a valer um ano após sua publicação. Desta forma, veículos novos, transferidos de município ou que trocarem de categoria só adotarão o novo padrão em 2018. Contudo, o prazo final para a padronização está mantido para 31 de dezembro de 2020.

O novo modelo que será adotado nos cinco países do bloco — Argentina, Brasil, Paraguai, Venezuela e Uruguai — terá sequência de duas letras, três números e duas letras, mantendo os sete caracteres, porém ampliando a quantidade de combinações. A placa do Mercosul permite até 450 milhões de combinações diferentes, quase três vezes mais que o atual formato brasileiro, com 175 milhões.

Assine já o R7 Play e veja a programação da Record online

    Access log