Cidades A importância dos herbicidas na produtividade das fazendas

A importância dos herbicidas na produtividade das fazendas

As plantas daninhas são um dos desafios que tiram o sono dos agricultores e causam diversos prejuízos à fazenda, que vão desde a competição por luz, espaço e nutrientes, comprometendo o desenvolvimento da cultura, até prejuízos nos equipamentos agrícolas na hora da colheita. Por isso, o uso de um herbicida é fundamental no manejo do […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Scott Ymker/Unsplash

As plantas daninhas são um dos desafios que tiram o sono dos agricultores e causam diversos prejuízos à fazenda, que vão desde a competição por luz, espaço e nutrientes, comprometendo o desenvolvimento da cultura, até prejuízos nos equipamentos agrícolas na hora da colheita. Por isso, o uso de um herbicida é fundamental no manejo do campo a fim de controlar essas invasoras.

Mas você sabe o que são herbicidas e quais os cuidados necessários à sua aplicação na lavoura?

O que são herbicidas?

Herbicidas são soluções desenvolvidas com tecnologias que associam ingredientes ativos os quais têm alta eficiência no controle de plantas daninhas que prejudicam o desenvolvimento da lavoura. O uso do controle químico para resolver esse problema no campo é comum em todo o mundo, e o uso desses defensivos agrícolas é indicado por especialistas por oferecer resultados superiores de controle, contribuindo com a obtenção de altas produtividades.

Além disso, os herbicidas são ferramentas importantes no manejo de plantas daninhas já que podem ser posicionados de forma estratégica em diversas fases de  desenvolvimento da cultura, ou seja, de acordo com as características de cada produto podem ser aplicados em diversas situações, reduzindo prejuízos e contribuindo para uma lavoura limpa e saudável.

Classificação de herbicidas

Os herbicidas podem receber diferentes classificações de acordo com as suas características de ação no campo para o manejo de plantas daninhas.

O herbicida pré-emergente, por exemplo, deve ser aplicado antes da emergência das plantas daninhas, impedindo que cresçam e se desenvolvam durante os estágios iniciais de desenvolvimento da cultura.

Já o herbicida pós-emergente é aplicado na parte aérea das plantas daninhas, quando elas já emergiram, de modo que haja o controle sem prejudicar o desenvolvimento saudável da cultura. Para esses casos é necessário que o produto utilizado seja seletivo à cultura.

Os herbicidas também são classificados em relação ao mecanismo de ação,que está relacionado aos processos bioquímicos que ocorrem nas plantas daninhas, visando ao seu controle. O monitoramento e a avaliação técnica das plantas daninhas no campo são responsáveis por definir o tipo de herbicida ideal para aplicação na lavoura.

Algumas plantas daninhas apresentam casos registrados de resistência ao glifosato, um herbicida amplamente usado em todo o mundo para o controle de diversas plantas daninhas. Por isso, o manejo adequado nessas situações pode evitar grandes prejuízos econômicos ao produtor.

Recomendações no manuseio de herbicidas

Como todo produto químico, a utilização de herbicidas exige uma série de cuidados. Entram nessa lista a necessidade do uso de equipamentos adequados, como os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), e a capacitação da mão de obra e dos trabalhadores que vão manusear o produto, para que eles saibam como aplicar o produto da maneira adequada. Além disso, é preciso haver cuidados com o armazenamento e com o descarte correto das embalagens.

A utilização dos herbicidas é altamente recomendada para que a lavoura e o cultivo sejam duradouros e estejam livres de plantas daninhas. Dessa maneira, promove-se a sanidade do campo através de tecnologias de aplicação cada vez mais eficazes e que contribuem para o máximo de produtividade da cultura, levando a agricultura a patamares cada vez mais elevados.

Últimas