Cidades Academias pedem reabertura após demitirem 4,4 mil no DF

Academias pedem reabertura após demitirem 4,4 mil no DF

Setor promete adotar medidas para garantir a segurança que vão de exigir máscara, reduzir o número de equipamentos e congelar preços

  • Cidades | Do R7

Setor é um dos mais afetados pela pandemia da covid-19

Setor é um dos mais afetados pela pandemia da covid-19

Malhar Bem

O Sindac-DF (Sindicato das Academias do Distrito Federal) enviaram um plano para o GDF (Governo do Distrito Federal) para pedir a reabertura gradual das academais esportivas na cidade, que já precisaram demitir 4,4 mil profissionais devido o fechamento pela pandemia da covid-19.

No Distrito Federal existem cerca de 900 academias com mais de 700 mil alunos, que só no mês de abril, perderam, em média, 39% de seus clientes devido as restrições do distanciamento social na federação.

Inicialmente, o governador do DF, Ibaneis Rocha, já havia decidido por manter o setor de academias fechado, mas deve avaliar o plano proposto pelo setor para reavaliar esta decisão e tentar permitir a rebaertura no ínicio de maio.

O plano foi enviado pelo Sindicato nesta segunda-feira (27), onde os empresários do setor se comprometem com o uso obrigátorio de máscaras para clientes e funcionários, reduzir a disponibilidade de equipamentos para 50% e até o congelamento do valor dos planos cobrados.

Últimas