Após desabamento, Camilo Santana cancela agenda e volta a Fortaleza

Edifício residencial de sete andares desabou na manhã desta terça-feira (15), em área nobre da capital cearense. Até o momento, uma pessoa morreu

Prédio residencial de sete andares desaba em área nobre de Fortaleza (CE)

Prédio residencial de sete andares desaba em área nobre de Fortaleza (CE)

Reprodução

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), cancelou toda a agenda, inclusive uma viagem a Brasília, para retornar à capital Fortaleza, palco de um desabamento de um prédio residencial de sete andares nesta terça-feira (15). Até o momento, uma pessoa morreu.

Em um post na rede social Facebook, Santana confirmou que cancelou os compromissos e informou que estaria “retornando imediatamente para Fortaleza para acompanhar a operação de resgate”.

Leia mais: Bombeiros confirmam um morto e três resgatados em queda de prédio

Por volta das 10h30, o edifício ruiu e atingiu um caminhão e uma residência ao lado da edificação, localizada no cruzamento da rua Tibúrcio Cavalcante com a rua Tomás Acioli, entre os bairros de Dionísio Torres e Joaquim Távora, área nobre da capital cearense. O local foi isolado por risco de explosão.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, uma pessoa morreu e três foram resgatadas. A corporação estima que entre 10 a 15 pessoas estão nos escombros. O governador determinou “o uso de toda a força operacional dos Bombeiros, Samu, Polícia Militar, Defesa Civil” e todos os demais órgãos estaduais que possam auxiliar no socorro às vítimas.

Veja também: Prédio que desabou em Fortaleza tinha estrutura antiga

“Além das ações efetivas das nossas forças de segurança, façamos uma corrente de oração para que as vidas sejam salvas”, finalizou.