Cidades Balneário Camboriú faz obra para aumentar faixa de areia da praia

Balneário Camboriú faz obra para aumentar faixa de areia da praia

Obras de alargamento custaram R$ 66,8 mi e foram iniciadas em março. Ideia é que os arranhas-céus não façam sombra na praia

Agência Estado
Balneário Camboriú (SC) faz obra para aumentar faixa de areia na praia central

Balneário Camboriú (SC) faz obra para aumentar faixa de areia na praia central

Reprodução / Prefeitura de Balneário Camboriú

A promessa do prefeito Fabrício de Oliveira (Podemos) é que no próximo verão as sombras dos arranha-céus de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, não vão mais atrapalhar o banho de mar na praia central. Até outubro, o município pretende concluir o maior aterramento de praia já feito na América Latina.

As obras de alargamento, cujo contrato é de R$ 66,8 milhões, foram iniciadas em março. O projeto prevê aumento de 25 metros de largura para 70 metros até outubro, conforme a previsão da gestão local. A prefeitura organizou um evento para a chegada da draga que vai retirar material do fundo mar aumentar a faixa de areia.

Na praia, homens e máquinas farão o trabalho de espalhar a areia nova, que, no primeiro momento será escura, mas a medida que vai secando terá tonalidade natural. A obra é realizada pelo consórcio binacional DTA Engenharia, brasileira, e da belga Jan De Nul. “Trouxemos para Balneário Camboriú a draga mais moderna do mundo, a mesma que fez as palmeiras de Dubai e o Canal de Suez”, afirmou o prefeito.

De acordo com Oliveira, parte da obra (estudos e projetos) foi custeada pela iniciativa privada, por meio do Instituto + BC. O restante foi financiado e poderá ser amortizado com verbas de outorgas cobradas dos empreendimentos na praia que já tem um dos metros quadrados mais caros do país.

Em contrapartida, o município promete uma ampla área de lazer totalmente revitalizada à beira-mar para a população. Aos empreendedores, a administração municipal afirma que o anúncio da obra já trouxe valorização para os empreendimentos locais. Especialistas veem com ressalvas projetos de dragagem e alargamento de praia, diante dos riscos para a fauna e flora local.

Últimas