Cidades "Bateram muito na gente", diz refém de ataque em Cametá (PA)

"Bateram muito na gente", diz refém de ataque em Cametá (PA)

Assaltantes estouraram o cofre de uma agência bancária, mas não havia dinheiro no local, segundo o governador do Pará, Helder Barbalho

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

Criminosos fizeram vários reféns durante assalto em Cametá

Criminosos fizeram vários reféns durante assalto em Cametá

Reprodução

O município de Cametá, a cerca de 270 km de Belém, passou por uma noite de terror na última quarta-feira (1). Ataques a agências bancárias no centro da cidade fizeram reféns e um homem morreu. "Bateram muito na gente", disse um homem que foi rendido pelos criminosos.

"Assusta. Choca. Coisa que a gente nunca viu e está se vendo", diz uma moradora da região onde aconteceu a ação criminosa. Outra testemunha, que mora na casa vizinha a uma agência bancária atacada, lembra que "explodiu que parecia que ia cair a casa". Ela afirma que "tremeu tudo, foi muito forte".

A ação criminosa foi muito semelhante à que aconteceu um dia antes no outro extremo do país, em Santa Catarina, no município de Criciúma, onde criminosos também explodiram agência bancárias e fizeram reféns.

Os perítos da Polícia Civil do Pará recolheram amostras de sangue e cerca de 40 kg de dinamite, e o policiamento foi reforçado na cidade.

De acordo com as investigações iniciais, cerca de 10 criminosos chegaram na cidade por volta das 23h e se dividiram em dois grupos. Um foi direto a uma agência bancária e o outro foi para o batalhão da Polícia Militar, que fica próximo. Todos estavam fortemente armados.

Os criminosos abordaram um grupo de pessoas que estava em um bar assistindo ao jogo do Flamengo, e o fez de refém. Os assaltantes estouraram o cofre de uma agência bancária, mas não havia dinheiro no local, segundo o governador do Estado, Helder Barbalho.

Últimas