Cidades Explosão provoca mortes e faz casas desabarem em Natal (RN)

Explosão provoca mortes e faz casas desabarem em Natal (RN)

Mãe e filha estão entre as vítimas fatais, além de outras duas mulheres. Das 9 casas atingidas, três desmoronaram

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV e da Agência Estado

Casas ficam destruídas e 4 pessoas morrem após explosão de botijão de gás no bairro de Mãe Luiza, na zona leste de da cidade de Natal (RN), na madrugada deste domingo (7)

Casas ficam destruídas e 4 pessoas morrem após explosão de botijão de gás no bairro de Mãe Luiza, na zona leste de da cidade de Natal (RN), na madrugada deste domingo (7)

José Aldenir / Folhapress - 07.02.2021

Ao menos quatro pessoas morreram, três casas desmoronaram e outras seis foram atingidas após uma explosão em uma casa no bairro de Mãe Luiza, zona leste de Natal, no Rio Grande do Norte, na madrugada deste domingo (7), segundo informações da Polícia Militar. Um casal de idosos ficou ferido. Eles foram foi socorridos pelo SAMU e levados ao Hospital Walfredo Gurgel.

Populares ajudam bombeiros no trabalho em meio aos destroços da explosão

Populares ajudam bombeiros no trabalho em meio aos destroços da explosão

Reprodução

Entre os imóveis que desmoronaram está uma edificação com seis unidades.

De acordo com informações preliminares da PM, o estrago foi provocado pela explosão de um botijão de gás. "Possivelmente foi vazamento de gás. Houve um estrondo forte e logo o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados para atender a ocorrência", disse o tenente-coronel Eduardo Franco, chefe de Comunicação da Polícia Militar do RN.

As quatro vítimas são mulheres. Entre elas, mãe e filha: Maria Tereza Cristina da Silva, de 50 anos e Taís Silva Batista de Oliveira, de 18. As outras duas são Maria das Graças Ildefonso, de 57 anos, e Luiza Belarmino de Oliveira, também de 57 anos.

Segundo o coronel Eduardo Franco, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil trabalham na análise das estruturas para avaliar a necessidade de interdição do local e possível transferências dos moradores.

Últimas